Química dos alimentos: Abacaxi

Texto: Paulo Samá     Fotos: banco de imagens

Descasque-me ou devoro-te.

Seu formato é rude, agressivo, mas a coroa não nega: o abacaxi é um nobre do reino plantae. Sob sua aparência bruta, esconde-se uma doçura muitas vezes inigualável, da qual quase tudo se aproveita e resulta em algum benefício. Prepare-se para considerar uma injustiça a analogia negativa “descascar o abacaxi”.

De início, já vale dizer que o nosso ananás tem polpa suculenta, doce e saborosa. É  usado em deliciosos bolos, sucos e geleias e até acompanha pratos principais como carnes e outros. Sua casca também é aproveitada na elaboração de doces. E que doces!

PODE ATÉ NÃO SER BONITO, MAS TEM SUA QUÍMICAabacaxi

Desajeitado, espinhoso, áspero por fora e incômodo para carregar, o abacaxi não é um exemplo de beleza estética, convenhamos. Porém, sua química é repleta de pontos positivos. Ele pode auxiliar na digestão, na cicatrização e no combate a inúmeros males. Seu sumo é diurético, ou seja, contribui e muito, para o bom funcionamento dos rins.

Além de ser rico em fibras, o abacaxi também é abundante em vitaminas de diversos tipos. Vejamos:

  • A: excelente para o crescimento das crianças. Na gravidez, contribui para o desenvolvimento do feto. Também protege os olhos e combate os radicais livres, que podem acelerar o envelhecimento.
  • B1 (tiamina): boa para os sistemas nervoso e cardiovascular, transforma carboidratos em glicose e produz energia. Para completar, tem o honroso e adequado apelido de vitamina antiestresse.
  • B6: potencializa o crescimento celular e ajuda na síntese de proteínas. Tem também influência anti-inflamatória e contribui para o equilíbrio hormonal.
  • B9 (ácido fólico): entre outras utilidades, é ótimo para o coração.
  • C (ácido ascórbico): boa para o sistema imunológico, protege e reduz os sintomas de gripe e resfriados, deixa a textura da pele mais bonita, revigora e ajuda a controlar o colesterol.
  • Bromelina: combinação de enzimas cujos efeitos positivos para a imunidade vêm sendo estudados.
  • Outros componentes: ferro, essencial para o dia a dia e para a produção da hemoglobina que transporta o oxigênio através do sangue; ácido málico, que renova as energias e ajuda a reduzir dores musculares.

E então, vale a pena descascar?

Deixe uma resposta