McLaren Vale

Faz uns meses que não apresentamos um vinho da Austrália. E já era hora de localizar e desfrutar de um grande vinho desta excepcional região vitivinícola. Assim, buscamos e localizamos este soberbo Shiraz, do sul da Astrália, em um de seus territórios mais interesantes, McLaren Vale.
DEVILS WHISKERS

McLaren Vale é certamente uma das regiões vitivinícolas mais surpreendentes da Austrália. Aqui, os viticultores e enólogos têm sido capazes de interpretar e aproveitar a riqueza e complexidade de uma região incrível. E o que a torna tão especial? Sem dúvida, encontramo-nos diante de uma das regiões vinícolas geologicamente mais diversas do mundo, embora não seja só isso.

Além de sua localização. Seus solos interagem com o clima e com a orografia de forma magistral, criando infinitos e sugestivos microclimas. Dispostos a serem explorados por viticultores e enólogos em busca de vinhos singulares, que nos últimos anos têm captado a atenção dos críticos, jornalistas e consumidores de vinho. Por sorte, este reconhecimento está colaborando com a produção de vinhos elaborados por propriedades de pequenos produtores de vinho, como o que apresentamos neste mês.

Um dos benefícios do McLaren Vale são suas condições climáticas. Um clima tipicamente mediterrâneo e quatro estações distintas. Sendo de verões quentes e secos, de dezembro a março (ou abril) e invernos moderados. Pela sua constante eficiência no uso moderado da água e pelo seu compromisso com a sustentabilidade ambiental, a região foi reconhecida como a mais ecológica da Austrália, reduzindo significativamente a intervenção sobre os cultivos.

sociedade-da-mesa

McLaren Vale, pioneiros na Asutrália.

Atualmente, tal como já indicamos, a região do McLaren Vale é famosa pela sua generosa agricultura. Pelas incríveis e incomparáveis paisagens e excepcionais vinhos. Esta extensa região vitivinícola é considerada o berço da indústria vinícola da Austrália Meridional e guarda alguns dos vinhedos mais antigos do continente australiano.

A colônia do sul da Austrália foi fundada em 1836. Três anos após a chegada de uma expedição, comandada por John Wingate McLaren, que foi enviada para explorar as terras ao sul da cidade de Adelaide. A aproximadamente 40 quilômetros ao sul desta última. Entre a ondulada cordilheira Mount Lofty e as praias do golfo de São Vicente, a expedição descobriu um amplo e extenso vale. Para honrar seu descobridor, batizaram-no como McLaren Vale.

DEVILS WHISKERS

As excelentes condições agrícolas do vale desenvolveram rapidamente a agricultura, com uma rápida extensão da superfície de cultivo. Acredita-se que John Reynell tenha sido o primeiro a estabelecer um vinhedo na região, apenas dois anos depois, em 1838. Seus esforços tiveram êxito e outros pioneiros uniram-se a ele na plantação de vinhedos, convertendo o vale em um dos pioneiros da viticultura da Austrália e ocupando um importante espaço na história da viticultura daquele país continente.

A produção vitivinícola é um dos principais eixos de sua indústria. Existe na região em torno de 100 bodegas, as quais, em sua maioria, são de produção limitada, quase sempre pequenos negócios familiares ou bodegas-boutique.

Mas que vinhos são produzidos na região? O clima mediterrâneo de McLaren Vale criou as condições ideais para o cultivo da videira. O solo e o clima produzem uvas de sabor intenso, aromas profundos e cores destacáveis, que são aptos para grandes períodos de crianza em garrafa. Embora a maior elaboração seja de vinhos com a variedade Shiraz, que alcança atualmente cifras perto de 50% da produção, existe uma grande diversidade de varietais. Entre os que se destacam junto a Shiraz estão Cabernet Sauvignon, Garnacha, Merlot, Petit Verdot, Tempranillo, Zinfandel ou Sangiovese nos tintos; Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling ou Verdejo nos brancos.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!
 

Deixe uma resposta