Por aí, na Cidade Maravilhosa – Barsa by Marcelo Barcello

0

Por aí, na Cidade Maravilhosa – Barsa by Marcelo Barcello – uma cozinha de famiglia, no Cadeg. 

Por: D. Alejandro   Fotos: divulgação

Já comentei que no meu “sacrificado” trabalho com gastronomia e vinhos, sou obrigado a viajar constantemente. Desta vez, irei passar uma dica espetacular da nossa Cidade Maravilhosa.

Como sempre, estou a trabalho, mas não deixo de desfrutar bons momento com minha amada gastronomia.

Rústico e pitoresco, construído com madeira de demolição e matérias recicláveis, é o ambiente do restaurante Barsa, do Chef Marcelo Barcellos – uma figura simples e muito simpática, que entre um Vermouth e outro nos contou sua história gastronômica e sua origem: é descendente de uma família com uma grande mistura de imigrantes, (portuguesa, italiana, francesa, africana, mineira, paulista e carioca), ou seja, uma verdadeira torre de babel.

Por ai Barsa

O chef sempre se dedicou à consultoria culinária e ajudou a desenvolver mais de trinta restaurantes. Mas em 2010, em parceria com amigos, criou o Barsa (seu apelido de escola): uma cozinha que mistura as suas ascendências e tudo que aprendeu desde sua infância com sua família. Barcellos conta que seu pai dizia que ele podia ser médico, advogado, engenheiro ou cozinheiro vagabundo. Apesar de ótimo aluno, preferiu ser um Chef ou “vagabundo”, como ele brinca.

Por ai BarsaNa ocasião das visitas ao amigo Mariano, entre outros, no mercado Cadeg, no bairro Benfica, Barcellos se perguntava “por que as pessoas vêm aqui para comprar um bacalhau, um vinho, um conhaque e algumas iguarias e logo vão embora? Por que não sugerir que passem mais tempo no mercado e tenham uma ótima refeição com esses ingredientes frescos e maravilhosos que aqui se encontram?” E foi assim que surgiu o Barsa, em 2010, com a intenção de criar uma boa opção culinária fora de Ipanema, Leblon, Copacabana e outros endereços tradicionais do Rio de Janeiro.

Barcellos desenvolveu o que tem chamado de “cozinha da saudade” – pratos tradicionais de imigrantes de sua família, e que muitos costumam comer em casa. Foi um sucesso desde o início, ganhando constantemente inúmeros prêmios pela mídia especializada.  Todos os pratos servem fácil de duas a três pessoas, com ótima qualidade, requinte de ingredientes e apresentação. “É um bistrô farto”, como o Barsa define.

Alguns destaques: entrada – Mix de bruschettas de funghi, tomate Por ai Barsaseco e salaminho; Punheta de bacalhau (lascas de lombo de bacalhau, tomatino com cebola roxa, azeitonas pretas e um tempero delicioso).

Pratos principais – Bacalhau Rei (postas fritas no azeite extra virgem com alho dourado) acompanhado de batata, couve, cebola, arroz e ovos cozidos; Paleta de Cordeiro Assada (assada no vinho do Porto e servida com ervas frescas, cebola roxa e batata caramelada no próprio molho), e arroz integral com cereais; Coelho ao vinho tinto (preparado com bacon magro, cogumelos frescos e minicebola) e servido com arroz mix de cereais e o Leitão de leite – este, sim, é o the best!   Sobremesa – mix de sobremesas da casa: ambrosia, doce de mamão, de banana e laranja, com pedacinhos de queijo.

Quanto ao vinho, você pode comprar um bom vinho em uma das várias lojas do CADEG e levá-lo para o restaurante, que vai cobrar uma pequena taxa para gelar o vinho e fornecer as taças (serviço de rolha). Mas o Barsa também tem uma bela carta com preços ótimos.  Aliás, sabendo compartir os pratos, come-se muito bem e com um ótimo custo.

Vale muito a pena conhecer este lugar.

Valeu gente! Viva el buen comer! Viva la Vida! Cheers!

Endereço: CADEG – Rua Capitão Félix, 110 – rua 4 – Lojas 4 e 6 – Bairro Benfica – Rio de Janeiro – RJ.

Telefone: 021 -2585-3743

Horário de funcionamento: de segunda a quinta, das 12:00h às 16:00h. De sexta a domingo, das 12:00h às 17:00h.  Nas domingueiras, tem um chorinho de fundo.

http://www.barsa.net.br/

Deixe um comentário