Química dos alimentos: Pimentão

Texto: Paulo Samá Fotos: banco de imagens

Prazer, sou o Capsicum annuum

O nome científico é quase impronunciável, mas ele é companheiro inseparável de milhões de mesas: o pimentão é uma planta originária do sul do México e da América Central, e faz parte da saborosa família das Solenáceas. Sim, ele não é nada parecido, mas pode ser considerado um irmão da batata, do pepino, da pimenta, do tomate, da beringela e até mesmo do pequeno jiló e do tabaco, o que, para muitos, inclusive nós aqui, é uma surpresa.

piment

Outra característica curiosa é que a flor do pimentão é hermafrodita e autógama: além de ter os dois sexos, reproduz-se sozinha, pelo pólen. Mas isso é pura curiosidade, pois o que nos interessa aqui não são as flores, mas sim os frutos.

CORES QUE COMBINAM CERTINHO COM O SEU APETITE

Principalmente na sua salada. Os frutos do pimentão podem ser vermelhos, verdes e amarelos, que são os mais comuns, e também de cor creme, roxa e até alaranjados, dependendo de sua variedade. Também podem ser médios ou grandes, cilíndricos ou quadrados. Seja qual for o formato e a cor, o fato é que o pimentão tem um sabor levemente picante, embora suave e elegante, contribui em refeições belas e aromáticas, e oferece benefícios que nem todos conhecem. Por exemplo, é riquíssimo em vitamina C, principalmente o pimentão amarelo: em 100 gramas do alimento, você consome mais que o dobro da ingestão diária recomendada pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária. E ainda tem outras vitaminas e nutrientes. Vamos a eles?

pimentao

  • Vitamina A: contribui para o crescimento das crianças (caso você consiga convencê-las a comer pimentão). Ótima para a gravidez, protege os olhos e combate os radicais livres, que podem acelerar o envelhecimento.
  • Vitamina B1 (tiamina): boa para os sistemas nervoso e cardiovascular, produz energia e contribui para diminuir o estresse.
  • Vitamina B2 (Riboflavina): ajuda no metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas, transformando-os em energia.
  • Vitamina E: contribui para a produção de glóbulos vermelhos, com o crescimento celular e tem colágeno, que deixa a pele mais firme. Ou seja, se quiser evitar ou protelar uma plástica, coma pimentão.
  • Capsaicina: apesar do nome esquisito, este componente é altamente benéfico. Tem ação expectorante, descongestionante e antibacteriana.
  • Outros componentes: minerais como potássio, que é bom para o coração; fósforo, que contribui com a memória; magnésio, ótimo para a pressão; e cálcio, que tem excelente influência nos ossos.

Tudo isso sem falar em fantásticas receitas como pimentão recheado, assado, acompanhando sanduíches… É inventar, comer bem e ficar bem.

Bom apetite e boa saúde para você.

Deixe uma resposta