Mais do que trazer até você um breve dicionário gastronômico, de fácil digestão e apreciação; a intenção desta coluna é colocar em pratos limpos os significados e histórias de palavras e expressões vinculadas à arte culinária.

Gourmet, gourmand, ou o quê?
Consideradas sinônimas até o século XVIII, as palavras gourmet e gourmand são ainda objeto de controvérsia. Embora claramente diferenciadas nos dias atuais, há sutilezas de significado envolvidas que deixam até os mais entendidos em cima do muro. O termo gourmet é derivado de “groumet” e quer dizer “servidor de vinho”, em francês arcaico. Restringe-se, portanto, aos admiradores da boa bebida. Já na língua moderna, gourmand refere-se ao apreciador da alta gastronomia. Essa é uma visão corrente, principalmente entre os europeus, e defendida pelo químico Hervé This, pai da gastronomia molecular.

O sentido mais conhecido e difundido, no entanto, é outro. Gourmet é aquele que adora comida e bebida, aprecia seu refinamento, faz pesquisas e críticas, adora descobrir sabores novos, é curioso, informado, lê, escreve e entende bastante da matéria. Tem tanto prazer em falar de pratos, receitas e safras, quanto em consumir. Gourmand é simplesmente quem gosta de comer e beber bem, muitas vezes importando-se mais com a quantidade do que com a qualidade.

sociedade-da-mesa

A expressão que mais se popularizou e que ouvimos a todo momento é gourmet, em detrimento de gourmand. Isso aconteceu, possivelmente, por causa dos americanos e seu suposto preconceito puritano em utilizarem o vocábulo gourmand. Cuja tradução no inglês é gula, pecado capital.

Gourmet ou gourmand, gostoso mesmo é comer bem e sem culpa.

Texto: Fabio Angelini

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!