Las Perdices Ala Colorada Ancellotta 2013 | Seleção Grandes Vinhos

las-perdices-colorada-ancellota-jun%ef%80%a216
Ancellotta é uva originária do norte da Itália e era uma grande desconhecida da enologia argentina, ainda que, nos últimos anos, venha sendo apresentada como novidade. São poucas as bodegas como a Viña Las Perdices, que elaboram com essa cepa, e menos ainda as que a apresentam como monovarietal. Uma boa oportunidade para descobrir um vinho que poucas vezes terão a oportunidade de degustar como monovarietal.

País: Argentina

Região: Mendoza

Indicação Geográfica: Lujan de Cuyo

Uvas: 100% Ancellotta

Crianza: 15 meses de crianza em barris novos de carvalho, 50% francês e 50% americano

Álcool: 14,5 % vol.

Produtor: Viña Las Perdices

O vinho

Vindima no final de março em caixas. Maceração pré-fermentativa a frio durante 10 dias, entre 6 e 8ºC. Leveduras selecionadas. Fermentação alcoólica durante 10 a 12 dias, com temperatura controlada entre 24 e 26ºC, protegendo o caráter varietal da uva com suaves remontados diários, com delestage no início da fermentação. Maceração pós-fermentativa durante 7 dias. A crianza prolonga-se durante 15 meses em barris novos, 50% franceses e 50% americanos.

sociedade-da-mesa

Cata

Cor profunda – vermelho-cereja. No nariz, apresenta uma destacada carga de fruta com uma marcante e integrada madeira. Necessita que se abra, para respirar e podermos apreciar as notas de cortiça e fruta seca. Na boca, destacam-se os taninos notáveis e uma perfeita integração entre a fruta e a madeira, que definem uma boca elegante e de passagem envolvente.

Harmonização

Trata-se de um vinho para carnes, para o qual necessitamos de um prato contundente como acompanhamento, como um assado de carnes vermelhas na brasa. Um queijo curado de pasta dura pode ser ideal para finalizar o vinho, antes da sobremesa. Confira a receita que separamos para este vinho, Roastbeef.

Temperatura

Sua temperatura de consumo deve estar em torno dos 16 a 18ºC. Não é necessária sua decantação nem abertura prévia ao momento de consumo, ao menos durante os próximos meses. Mas se a guarda for a opção, então será necessária a decantação a partir do próximo ano.

Guarda

Para consumir já, mesmo que se espere um desenvolvimento positivo na garrafa pelos próximos meses. Por isso, recomendamos um pouco de paciência para desfrutar plenamente dos seus matizes. Estima-se um consumo ótimo dentro dos próximos sete anos (2016 – 2023).

Texto: Alberto Pedrajo

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!