Bordeaux, o maior vinhedo com Denominação de Origem da França

0

Os vinhos de Bordeaux são produzidos em Gironda; onde os vinhedos destacam-se por sua localização privilegiada, a qual, junto com algumas condições ambientais extraordinárias trazem um grau superlativo à expressão “terroir”. Por isso, selecionar um vinho dessa região em nossa Seleção Mensal é um acerto para o desfrute de nossos associados.

Quando pensamos em Bordeaux, a imagem imediata são seus vinhedos, um autêntico oceano de vinhas. Com uma superfície aproximada de 120.000 hectares, onde são comercializadas mais de 700 milhões de garrafas, com um volume de negócios próximo aos 15 milhões de euros. Não estamos somente falando de uma imensidão de vinhas, mas também de uma região vitivinícola cujo conjunto é um tesouro. Porém, em uma região tão ampla, existem muitos estilos de vinhos que respondem à tipicidade que as diferentes condições edafoclimáticas, pelo bem conhecido “terroir”, imprimem ao cultivo do vinhedo e que, ainda que parecidas, não são idênticas.

Bordeaux, graças à sua influência atlântica, goza de um clima temperado, com invernos suaves e temperaturas de verão cálidas. Essas condições são bastante homogêneas na região, com pequenos matizes que criam uma diversidade de microclimas, os quais ficam arbitrados pelas correntes oceânicas fluviais.

sociedade-da-mesa

Mas o que é extremamente heterogêneo em Bordeaux é o solo. Composto por cascalho, arenito e argila, principalmente. Tradicionalmente, os melhores vinhedos desta região estão situados em solos de cascalho bem drenados, que se encontram frequentemente perto do rio Gironde. Um velho ditado de Bordeaux diz que os melhores vinhedos podem ver o rio, e a maior parte da ribeira do rio está ocupada por produtores de prestígio.

Sem dúvida nenhuma, um dos principais valores do vinhedo de Bordeaux, assim como nas outras principais regiões vitivinícolas do mundo, é seu “terroir”, e um dos segredos desse aspecto tão determinante é seu solo. Contrariamente ao que todo mundo poderia esperar, não estamos falando de solos ricos, e sim de solos de pouco valor agrícola, nos quais seria difícil tirar proveito com outro cultivo que não fosse o da uva. O tipo de solo, junto às condições ambientais – o “terroir” – compõem o fator mais importante na hora de determinar a qualidade do vinho. Em poucas palavras, o solo de Bordeaux limita o crescimento do vinhedo pela sua baixa produtividade, o que proporciona às vinhas nutrientes de um modo dosificado, evitando o superdesenvolvimento das partes aéreas, e reservando seus recursos para uma produção de uva mais qualitativa.

E o que faz esse “terroir” por nós? Complica ainda mais a classificação e a diferenciação desta região. Por isso, Bordeaux é uma das regiões vitivinícolas mais complexas e diversas. Onde convivem várias realidades e mundos, sendo que; por um lado, é o lar de alguns dos vinheos mais icônicos do mundo. E por outro; produzindo vinhos de cooperativas e de baixo valor e qualidade, que se escondem por trás do nome Bordeaux. Por isso, não é fácil encontrar vinhos com ótima qualidade e valor nesta vasta região, com 120.000 hectares de vinhedo.

Texto: Alberto Pedrajo

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!

 

Deixe um comentário