Tiquira, o destilado de mandioca inventado pelos índios tupis

Como sabemos, uma das relíquias do fértil solo brasileiro é a mandioca. O que poucos sabem é que; da mandioca também se obtém um destilado chamado Tiquira.

Trata-se de uma bebida alcoólica produzida no Maranhão. E, como muitos outros elementos que compõem a nossa gastronomia, foi descoberta pelos índios, que preparavam a Tiquira para celebrar rituais, segundo estudiosos do tema. O nome vem do tupi “Ti’kira” e quer dizer; “líquido que goteja”.

A tiquira é preparada com a adição de folhas de tangerina. O que a deixa com um colorido roxo-azulado e seu teor alcóolico é bastante alto; chegando a variar entre 36 e 54 graus.
A tiquira é uma das aguardentes mais antigas do Brasil e ainda tem a maior parte de seu consumo restrito às fronteiras maranhenses.

Até porque, durante muito tempo, ainda era cultivada e produzida de forma informal e artesanal. A produção, no entanto, vem avançando e o estado já conta com uma fábrica elaborando a bebida em maior escala, no município de Santo Amaro do Maranhão.

sociedade-da-mesa

Por último, vale citar uma lenda sobre a forte tiquira. Os antigos maranhenses diziam que, após bebê-la, não era bom tomar banho ou sequer molhar os pés, sob o risco de se passar muito mal ou até coisa pior. A lenda, assim como a tiquira, é coisa nossa.

Texto: Amanda Ivanov

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe uma resposta