Humberto Barberis Corte Clásico 2015 | Seleção Mensal

0

Desfrutem de uma seleção de espetacular relação entre qualidade e preço.

País: Argentina
Região: Mendoza
Indicação Geográfica: Luján de Cuyo
Uva: 65% Malbec, 25 % Cabernet Sauvignon e 10% Merlot
Maturação: 30% crianza por 9 meses em barris de carvalho franceses e 70% em depósito de cimento
Álcool: 13,5% vol.
Produtor: Bodegas Barberis

O vinho
Vindima de cada varietal separadamente em caixas de 400kg. Maceração pré-fermentativa de cada uma das variedades separadamente a frio, em depósitos de aço inoxidável durante 2 dias a 10ºC. Iniciou-se a progressiva fermentação até alcançar uma temperatura de 27 a 30ºC, com remontados diários que se prolongaram por 12 dias. Uma vez terminada a fermentação alcoólica, continuaram a maceração pós fermentative de 15 dias. Trinta por cento do vinho passou pelos barris de carvalho franceses, onde permaneceram por nove meses. O restante permaneceu em depósitos de cimento, onde repousou e manteve os aromas de fruta, para que, uma vez finalizada a maturação, pudesse ser procedida a “assemblage”, onde o enólogo buscou que a crianza no barril de carvalho francês fosse uma companheira que desse suporte à fruta, e não fosse a protagonista.

Cata
Notável cor cereja com reflexos violetas. Na taça parada aparecem sutis aromas de fruta vermelha, que após oxigenar vão se abrindo e mostrando de forma mais marcante as notas de cereja bem madura, junto com uma doce lembrança de chocolate amargo e baunilha. Já na boca, é amplo e envolvente, com notas que estão mais perto da fruta preta em conserva) Sua passagem pela boca deixa-nos um longo retrogosto, equilibrado entre a fruta e uma delicada crianza em madeira.

sociedade-da-mesa

Harmonização
Este vinho é daqueles que temos vontade de beber pela tarde antes de jantar, por isso uma tábua de queijos cremosos como Camembert, Brie ou Coulommiers, acompanhados de azeitonas, pode ser perfeita para um agradável sarau. Se a coisa se alongar, sugiro continuar com um peixe azul ao forno.

Serviço
Sua temperatura de consumo deve estar em torno dos 15 a 17ºC. Não é necessária sua decantação nem a abertura antes do momento de consumo, ao menos nos próximos meses.

Guarda
Encontra-se em um momento de boa expressão frutal. Mesmo que o tempo vá melhorar sua integração entre a fruta e a madeira, este é o momento de sentir a fruta viva. Estima-se um consumo ótimo dentro dos próximos 3 anos, a contar de 2017.

Texto: Alberto Pedrajo
Tradução: Paula Taibo

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe um comentário