Um show de cafezinho

0

Nem todo mundo que ama café conhece a cafeteira Globinho, mas quem conhece é apaixonado.

Trata-se de uma cafeteira produzida de forma artesanal, onde o vidro derretido é moldado a sopro, resultando assim em sua forma peculiar de globo. Seus componentes principais são dois globos (também chamados de balões) de vidro, e uma espiriteira.

Embora pareça complexa, fazer café na Globinho é um processo fácil: coloca- se café de moagem média ou grossa (muitos recomendam o café orgânico) no globo superior, e água no balão inferior, cuidando para que as duas quantidades somadas não resultem em um volume maior que o do globo superior. Acende-se então a espiriteira e, com o calor, a água é pressionada para cima através do tubo condutor, onde se mistura, com a ajuda de uma colher, ao café moído.

Ao se apagar a espiriteira, a pressão reversa “suga” o líquido de volta para o balão inferior, em forma de café coado. E o café sólido fica retido em uma peneira na parte de cima. Pronto. Seu cafezinho já pode ir para as xícaras, e você usa o próprio globo inferior para servi-lo, como ponto alto de um verdadeiro espetáculo, que é ver a água subindo e o café descendo através dos recipientes transparentes.

Tudo isso, sem falar no visual inusitado e atraente da cafeteira Globinho. Que, apesar de parecer um apetrecho de laboratório de química; traz um charme todo especial à cozinha ou a qualquer espaço gourmet que você tenha em casa.

sociedade-da-mesa

Preço médio: R$ 400,00

Atenção: a Sociedade da Mesa e sua revista não têm acordos comerciais com as marcas e produtos apresentados nesta coluna. O valor exposto é a média de mercado. Caso se interesse; recomendamos que faça uma busca na internet a fim de encontrar o melhor custo-benefício.

Texto: Paulo Samá

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe um comentário