A dieta das cavernas

0

Já teve vontade de comer igual ao Fred Flintstone? Não significa pegar a comida com as mãos direto de uma gamela comunal. Mas se alimentar e beber água quando e o quanto quiser até se fartar, sem regras rígidas de horários e frequência.

E, basicamente, recorrer àquilo que se poderia caçar, colher ou extrair da natureza: carnes; peixes; ovos; verduras; sementes e frutas silvestres. O cardápio não é pequeno.

Uma Thurman, Novak Djokovic e Bill Clinton são fãs da dieta que começa a ganhar popularidade no Brasil, a dieta paleolítica. Concebida pelo gastroenterologista Walter L. Voegtlin, ela usa princípios darwinianos. Diz que os seres humanos estão geneticamente adaptados ao regime de seus antepassados caçadores-coletores, cuja história cobre cerca de 99,5% de seu tempo na Terra.

E vai além: defende que o corpo humano não acompanhou as mudanças “recentes” dos hábitos alimentares, sendo, portanto, incapaz de digerir tudo que está disponível hoje, sem sofrer as consequências disso. Entre elas, obesidade, diabetes, câncer, doenças cardiovasculares e autoimunes.

Registros fósseis sugerem que a saúde sofreu um certo baque após o surgimento da agricultura, 12.500 anos atrás. E decaiu mais ainda com óleos vegetais, massas, conservantes, refrigerantes, doces, corantes, outros produtos e subprodutos industrializados. Não é de se admirar que o homem das cavernas era mais saudável.

sociedade-da-mesa

Com itens de alta densidade nutricional (que incluem gorduras naturais), a dieta paleo promete rápida perda de peso; controle da saciedade; melhora na disposição; na pele e nos níveis de glicose e triglicerídeos. Yabba Dabba Doo! Claro que o assunto provoca polêmicas, mas refletir sobre o que ocupou as nossas mesas nos últimos 50 ou 100 anos não vai fazer mal. Pode ser difícil trocar o pãozinho, a pizza, o arroz e o feijão por carnes de caça, aves, vegetais e tubérculos. Porém, não impossível.

Texto: Spartaco Rodrigues

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe um comentário