Feijuca haute cuisine

0

O que é pegar uma simples delícia, selecionar elementos novos e bolar apresentações diferentes, com a intenção de transformá-la em algo ainda melhor? Uns, dizem que em time que está ganhando não se mexe; outros, chamam essa repaginação culinária de arte.

Na maioria das vezes, o que interessa mesmo é o resultado prático no prato.

Parece que a bola da vez é virar do avesso a boa e velha feijoada. Muita gente já aderiu à moda da versão gourmet, preparada nos hotéis Intercity Montevideo e Radisson Porto Alegre, e em centenas de outros endereços nacionais e mundiais.

Em vez das peças salgadas e mais gordurosas (pé, rabo, orelha), só entram no caldeirão carnes nobres e embutidos artesanais. Mais leve e não menos feijuca ou saborosa por isso.

Sabia que tem também temaki de feijoada caseira circulando pelo país? E até hambúrguer de feijoada em Caxias do Sul, no movimentado Bar do Luizinho: um blend de carnes suína e bovina, mais couve refogada e crispies de bacon.

sociedade-da-mesa

Fechando o sanduíche, pão de feijão da Charly’s Bakery. Acompanhamentos? Redução de suco de laranja com pimenta, vinagrete e mandioca frita. Dá até pra esquecer da farofa.

Texto: Fábio Angelini

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe um comentário