Pedidos no ponto

O potencial que a tecnologia incuba para revolucionar qualquer setor é claro. Naqueles altamente competitivos, como o de restaurantes, ela torna-se ainda mais relevante. Os empresários sabem e vão em busca de ferramentas que ajudem a atrair e fidelizar, agilizar o atendimento, evitar desperdícios, gerir tudo de maneira prática e rentável.

Podemos citar o caso da Madero, maior rede de casual dinning do Brasil, que investiu cerca de 3 milhões de reais. Em suas 87 cozinhas, substituiu as comandas de papel e a comunicação verbal da equipe – às vezes na base do grito – pela informatização dos pedidos. Tablets, computadores e softwares de controle de produção fazem com que os pedidos de uma mesma mesa sejam entregues não apenas mais rapidamente, mas ao mesmo tempo, e na temperatura ideal que cada prato exige.

A organização é automática. Basta que o cozinheiro dê um start na solicitação que acabou de chegar. O sistema diz quais ingredientes devem ser preparados primeiro; e quais devem ser levados ao forno por último. A eficiência aumentou; os erros nos pedidos diminuíram; e o tempo de espera foi reduzido em 25%.

sociedade-da-mesa

Quem atende mais rápido, pode atender mais clientes, satisfazer melhor e engordar o faturamento.

Texto: Spartaco Rodrigues

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe uma resposta