Em 1762, o inglês John Montagu, 4º Conde de Sandwich (Sandwich era o nome da vila dele), inventou e deu fama, e nome, aos nossos queridos sandubas. Sua intenção era tão somente fazer refeições individuais rápidas, sem perda de tempo.

Tempo que ele não conseguiria ganhar de jeito nenhum, se em pleno Século XXI topasse com o “X-Cristão”, um hambúrguer artesanal de 1 kg servido na região metropolitana de BH. Ou se o sanduíche fosse aquele preparado no Líbano em certo evento, com 735 metros de comprimento. Ou o hambúrguer “Belly Buster” de 6,8 kg, feito no “Denny’s Beer Barrel Pub”, da Pennsylvania.

Só chamando a família toda. Mas tem um outro, construído em 2012, que exigiria a presença e a fome do bairro inteiro, uma obra do “Black Bear Casino Resort”, de Minnesota: 23 kg de tomate, 27 de cebola, 9 de picles, 18 de queijo, 7 de bacon, e mais de 4 horas para ser concluído e entregue.

Sandwich poderia, ainda, recorrer ao auxílio do americano Don Gorske, que frequenta sua rede de fast food preferida há 4 décadas, todos os dias. Ele já devorou mais de 25 mil hambúrgueres.

Texto: Spartaco Rodrigues

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!