Novos sabores estão saltando aos olhos. Desde 2016, o restaurante móvel Food Ink vem visitando metrópoles para exibir seus pratos futuristas, saídos de uma impressora 3D. Homus, ganache, caviar de manga, maionese de peixe com wasabi e queijo de cabra, entre outros.

A “tinta” é preparada com ingredientes naturais frescos e técnicas inovadoras da cozinha molecular. Só que no primeiro restaurante digital do mundo, tudo é impresso: mobiliário, pratos, talheres e brindes.

O Food Ink tem uma equipe eclética (de arquitetos, chefs, designers, industriais, inventores, tecnólogos) que mistura conhecimento e criatividade para elaborar uma experiência sensorial inusitada, requintada e filosófica. A ideia é mostrar como a tecnologia pode mudar hábitos alimentares, além de inspirar discussões sobre o futuro da nutrição, saúde e sustentabilidade.

sociedade-da-mesa

Interessou? Aguarde a cozinha high-tech itinerante pintar na sua cidade. Quando estreou em Londres, o jantar individual custou cerca de 300 euros. Mas se você está salivando pela novidade, a Focus 3D Food Printer, da holandesa byFlow, sai por aproximadamente dez vezes mais.

Texto: Spartaco Rodrigues

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!