Supermáquinas na cozinha

0

Robôs conhecemos há tempos. Desde a Maria do filme Metrópolis e o Hal 9000 de Stanley Kubrick, até o R2-D2 de Star Wars, Wall-E e a robô-cozinheira-copeirafaxineira dos Jetsons. O mundo da fantasia vai deixando o campo da ficção para atuar em uma nova realidade. Com modelos aptos para vencer um MasterChef.

O alemão Bimby já é um robô de cozinha clássico, patenteado em 1970. Reúne 12 eletrodomésticos em um só e cozinha preservando os nutrientes. Preço em torno de mil euros. A startup Chowbotics, do Vale do Silício, está testando Sally, que monta saladas e promete reduzir o risco de doenças transmitidas pela manipulação de alimentos. Flippy, outro protótipo californiano, prepara hambúrgueres utilizando câmeras fotográficas, sensores e um software de aprendizado automático.

O Cooking Chef Kenwood, batedeira planetária com sistema de aquecimento por indução, vem com mais de 20 acessórios opcionais e 40 funções. O robô encara pequenas ou grandes quantidades de ingredientes, e custa cerca de 7 mil reais.

sociedade-da-mesa

Há invenções mais em conta, na casa dos mil reais: o Yämmi, com suas lâminas de corte e mistura; o LadyMaxx Gourmet, que raspa, mói, emulsiona, mexe, amassa, pica, tritura e reduz; e o Cookii, que vem com livro de receitas e copo medidor, entre outros itens.

Uma das últimas novidades é o robô cozinheiro da Moley Robotics, que deve chegar em 2018. Não só capaz de fazer uma macarronada ou feijoada, mas habilitado para qualquer receita. Ele utiliza técnicas dos grandes cozinheiros do MasterChef. E não é afeito a criar polêmicas.

Texto: Spartaco Rodrigues

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe um comentário