Bodega Cantina Cellaro

0

SAMBUCA DE SICÍLIA
Paisagem mediterrânea, cenário de convívio entre as
videiras e as oliveiras, seu relevo levemente montanhoso
e com grande quantidade de colinas, solos pobres e
escassa pluviometria, além dos longos e cálidos verões,
são os ingredientes perfeitos para cultivar vinhedos em
Sambuca de Sicília, e poder elaborar vinhos
mediterrâneos.

Terra de grandes vinhos, Sambuca de Sicília encontra-se em uma privilegiada colina, de onde se estendem
os vinhedos entre a Reserva Natural de Monte Genuardo e Santa Maria del Bosco (ao nordeste) a aproximadamente 600 metros sobre o nível do mar e, descendendo suavemente até
aproximadamente 300 metros, onde está o lago Arancio (ao sudoeste). Também é uma terra de tradições milenares. É uma
cidade agrícola próspera desde a época romana, graças às suas condições especiais. Um lugar onde hoje
continua sendo o paraíso dos céus abertos, em um entorno privilegiado com exuberante natureza, graças a
um lago com água cristalina – o Arancio, e um microclima perfeito, favorecido pela influência do Monte
Genuardo, onde é tudo perfeito para uma viticultura de condições únicas.

sociedade-da-mesa

CANTINA CELLARO
Em Sambuca de Sicília, às margens do lago Arancio e rodeada de vinhedos e oliveiras, encontra-se Cantina Cellaro, uma bodega histórica. Seu principal patrimônio são os vinhedos das 600 famílias que formam a bodega e estão envolvidas na viticultura há gerações, e 1.000 hectares de vinhedos. A bodega passou por um processo de mapeamento e classificação, com a finalidade de alcançar o máximo de potência daqueles vinhedos singulares e, assim, poder elaborar vinhos adaptados a cada tipo de uva, através das mãos de uma equipe de enólogos dirigida por Alberto Antonini, nomeado em 2015 pela revista Decanter um dos cinco melhores enólogos do mundo. Uma equipe fantástica, cuja tarefa é engarrafar qualidades e peculiaridades desta uva tão siciliana – a Nero D’Avola.

Mesmo dispondo de muitas variedades, a prioridade de cultivo e elaboração dos vinhos é dada às variedades regionais, colocando a Nero d’Avola e a Nerello Mascalese em primeiro lugar, buscando distintas vias para seu cultivo e elaboração.

Texto: Alberto Pedrajo
Tradução: Paula Taibo

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe um comentário