Enate Cabernet Cabernet Edición Especial 2013 | Seleção Grandes Vinhos

0

Enate Cabernet Cabernet – Edición Especial 2013, procede das melhores Cabernets Sauvignon da bodega. Um vinho sério, moderno, cheio de matizes, com muita fruta fresca e sugestivas especiarias características do Cabernet. Uma combinação do caráter atlântico e mediterrânico. Redondo e untuoso, este vinho confirma o ideal de cultivo desta variedade em Somontano, terra de Cabernets grandes e elegantes.

País: França
Região: Aragón
Indicação Geográfica: D.O Somontano
Uva: 100% Cabernet Sauvignon
Maturação: 18 meses de crianza em barris de carvalho francês novos
Álcool: 15% vol.
Produtor: Viñedos y Crianzas del Alto Aragón (Enate)

O vinho
O Cabernet foi vinificado utilizando o princípio da enologia respeitosa, tentando não trazer dano às sementes da uva e limitando os tratamentos mecânicos que liberam as substâncias vegetais e amargas. A fermentação foi feita em baixas temperaturas (ao redor dos 24 a 26ºC), para evitar a extração de aromas vegetais e potencializar, por outro lado, a obtenção de notas mais frutadas, florais e de especiarias. Manteve-se em contato com suas peles durante três semanas. Como este Cabernet possui uma grande estrutura, a crianza ajuda a suavizar e modelar sua estrutura tânica. Para isso, foi feita uma seleção de barris de carvalho francês, onde o vinho permaneceu por 18 meses, até alcançar seu completo afinamento. Depois da crianza, foi engarrafado após uma levíssima clarificação, mas sem ser submetido a nenhum processo de estabilização.

Cata
Vermelho-cereja de grande intensidade e lágrima destacada, que percorre todo o perímetro da taça. Nariz muito expressivo e intenso, com as frutas vermelhas bem mescladas com notas balsâmicas e especiarias que dão passagem para ricos matizes tostados, cremosos e de cacau, aportados pelos barris novos. Novamente, a expressão de fruta vermelha e elegante crianza. Paladar denso, carnoso, com taninos maduros e untuosos, que lhe outorgam uma excelente capacidade de envelhecimento na garrafa. Final envolvente e muito prolongado.

sociedade-da-mesa

Harmonização
Não poderíamos começar com outro prato típico da gastronomia brasileira que não a feijoada. Ainda que qualquer prato de colher, como ensopados com boa substância como uma moqueca capixaba, possam, sem dúvida, vir seguidos de um bom churrasco. Também encaixa-se com pratos de miúdos, especialmente os de textura gelatinosa, como o pé de porco. E, se ainda sobrar vinho para a sobremesa, atrevam-se com um brigadeiro como toque final.

Serviço
Sua temperatura de consumo deve estar em torno dos 16 a 18ºC. É recomendável sua decantação, ou pelo menos a abertura uma hora antes do consumo. Este vinho, ao haver minimizado os tratamentos de filtragem, pode apresentar um sedimento de bitartaratos. Este fenômeno é natural e prova que o vinho não foi submetido a nenhum tratamento físico nem químico. Decantando suavemente a garrafa, o sedimento permanecerá no fundo e não afetará sua degustação.

Guarda
Estima-se um consumo ótimo desde já até os próximos 10 anos. Lembrando o quão importantes são as condições de guarda para a conservação e o desenvolvimento do vinho.

Texto: Alberto Pedrajo
Tradução: Paula Taibo

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe um comentário