“Suco de cevadis é leite divinis”

Mussum
Cachaça + Cerveja

Durante os 20 anos em que integrou “Os Trapalhões”, o personagem Mussum ficou conhecido por beber e contar “causos” engraçados de cachaça. Seu bordão mais marcante, que virou sinônimo de aguardente, foi uma gíria icônica para a dose da bebida, carinhosamente chamada de “mé”.

Na vida real, Antonio Carlos de Santana Bernardes Gomes brincava com tudo e com todos, mas levava o “mé” a sério. Era apreciador, entendido do assunto e só consumia o melhor – depois das obrigações. Graças à audiência, ajudou inclusive a protagonizá-la em rede nacional.

De origem pobre, Mussum rodou o mundo como líder do Originais do Samba e rodou a baiana como diretor da Ala das Baianas da Mangueira, onde fabricava seu próprio reco-reco. Suas habilidades e conquistas vão além: fez mais de 30 filmes, estudou e chegou a cabo da Aeronáutica; aprendeu mecânica, a pilotar lanchas e enviar Código Morse; investiu no ramo das empreiteiras.

A imagem simplista e hilária que o marcou – assiduamente consultada nos vídeos do YouTube – na verdade, contrasta com um homem de hábitos cotidianos refinados, que comia bem, ouvia jazz,
bebia uísque e fumava charutos importados. Um “malandro” culto e bom de copo. Copo de cerveja.

Que o digam o biógrafo Juliano Barreto, autor de “Mussum Forévis”, e o filho Sandro Gomes, que em parceria com amigos, lançou em 2013 a cerveja “Biritis”, para homenagear a preferência
nacional do pai em grande estilo, 20 anos após sua morte. “Biritis” é uma Vienna Lager artesanal de baixa fermentação, encorpada, inspirada nas americanas Boston Lager e Brooklyn Lager.
Seu amargor pronunciado lembra uma India Pale Ale.
“Coisa finis”, diria Mussum.

A homenagem virou negócio através da carioca e familiar Brassaria Ampolis, que segue crescendo no mercado e já conta com mais 3 produtos: “Forévis” (session IPA), “Ditriguis” (eleita a melhor Witbier sul-americana em 2016) e “Cacildis”, a Premium Lager carro-chefe da cervejaria, mais popular e requisitada em grandes eventos.

Cada versão exibe um sorridente Mussum em seus rótulos. Sem dúvida, um cara talentoso, alegre e sambista de mão cheia, que curtiu bem a vida, apesar dela ter sido um tanto curta: faleceu aos 53 anos,
em 1994, por complicações decorrentes de um transplante de coração.

“Mais vale um bebadis conhecidis que um alcoólatra anonimis”.

BEER CAIPIRINHA
I N G R E D I E N T E S
• 1 limão inteiro
• Duas colheres de sopa de açúcar
• Uma dose de cachaça
• Gelo
• Cerca de 100ml de cerveja Pilsen(“Cacildis”)

PREPARO: corte o limão em 4 partes, tirando o miolo branco para não amargar. Acrescente o açúcar e macere com um socador de caipirinha de polietileno. Acrescente o gelo até a boca do copo de cerveja. Misture a cachaça e bata bem em uma coqueteleira. Finalize completando o copo com a cerveja.

Texto: Fabio Angelini

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe uma resposta