Rioja – Espanha

Como já vimos em outras edições, a Rioja destaca-se das outras regiões vinícolas da Espanha por
sua localização privilegiada, protegida das chuvas e ventos vindos do Oceano Atlântico pela Serra da Cantabria. Além disso, não sofre os efeitos de temperaturas extremas, mesmo cultivando vinhedos
em diferentes climas e altitudes. Este conjunto de condições diverso torna a região capaz de produzir grande multiplicidade de vinhos com a mesma varietal: a protagonista Tempranillo.

Conhecida como a “Bordeaux Espanhola”, em referência ao alto nível dos rótulos produzidos naquela região francesa, a Rioja foi a primeira região a receber o título de Denominação de Origem (DO) e, anos depois, foi modificada para DOCa – “Denominación de Origen Calificada”, por conta da altíssima qualidade de seus vinhos, principalmente os tintos, que correspondem a 90% dos aproximadamente 300 milhões de litros anualmente produzidos na região. Estes são divididos entre três sub-regiões que apresentam características diferentes: Baixa, Média e Alta Rioja. Esta última é, precisamente, a região onde é produzida nossa obra-prima do mês.

Texto: Paula Taibo

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe uma resposta