Vinho tinto ajuda no combate aos efeitos do sedentarismo

Resveratrol, presente nas sementes, casca e suco da uva, é aliado do bom funcionamento do corpo.

Os pesquisadores chegaram a este resultado após submeter dois grupos de ratos a um ambiente sedentário e com limitação de movimento. A um deles foi administrada uma dose de resveratrol – polifenol encontrado em grandes quantidades em uvas e, consequentemente no vinho -,
e ao outro, não.

Ao longo do estudo, os roedores que não tomavam resveratrol começaram a perder massa e força muscular, além de adquirirem certa resistência à insulina (hormônio produzido no pâncreas, cuja função é metabolizar a glicose). Já o segundo grupo, apesar da movimentação limitada,
não desenvolveu nenhuma das consequências negativas
do sedentarismo.

sociedade-da-mesa

A partir desta análise, o editor-chefe do FASEB Journal, Gerald Weissmann, explicou que os alimentos ricos em resveratrol – como o vinho tinto, mas não apenas ele – podem auxiliar na saúde
de grupos que, por quaisquer razões, tenham que lidar com alimitação de espaço e exercícios físicos, como astronautas, pessoas de mobilidade reduzida e até mesmo trabalhadores que passam muito tempo sentados. “O resveratrol não é o substituto do exercício físico, mas pode diminuir o processo
de deterioração até que o indivíduo possa voltar a se movimentar”.

Além da uva e do vinho, outros alimentos ricos na substância são o mirtilo, a casca do amendoim,
a raiz da hortaliça azeda, conhecida popularmente como azedinha, e o cacau.

Texto: Ana Carolina Almeida

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Deixe uma resposta