/ Por Lucas Cordeiro

São o sistema de proteção das plantas, chamados de compostos fenólicos.

Na uva, estão presentes na casca, nas sementes e até nos engaços (cabinhos).

Quando o vinho entra em contato com o paladar, logo os taninos se ligam às proteínas da saliva, causando a sensação de ressecamento na boca.

É claro que a substância tem papel fundamental na textura da bebida em uma degustação, mas ela também age como conservante, dando longevidade ao líquido na garrafa.

Aqui, algumas opções em nosso estoque

Silver_Myn_Sociedade_Da_Mesa_RevistaSDM

MYN 2016
É um blend com cinco varietais da região de Gironda, na França: merlot, cabernet sauvignon, cabernet franc, petit verdot e malbec. Tem um correto equilíbrio de acidez, açúcar e maturação. Vinhos como este, cheios de fruta e intensos, surpreendem pela profundidade e pela estrutura, além de ter um custo-benefício difícil de superar.

Enate_Sociedade_Da_Mesa_RevistaSDM

ENATE EDICION ESPECIAL 2013
Produzido com as melhores uvas
cabernet sauvignon da vinícola espanhola, é um vinho com muita fruta fresca e especiarias. O terroir tem a influência das massas que vêm do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo. Resultado: uma bebida redonda e untuosa, confirmando o potencial de cultivo dessa variedade em Somontano.

The_Wishbone_Sociedade_Da_Mesa_RevistaSDM

THE WISHBONE SHIRAZ GARNACHA 2016
Não é fácil encontrar um shiraz australiano tão elegante, mas este rótulo foi uma grande surpresa. Feito com 75% dessa uva e 25% de garnacha, cada varietal foi fermentado separadamente em aço inox e, em seguida, em barris de carvalho. Só após é que foi feita a assemblage, ou seja, a mistura.