Um Brasil surpreendente. Essa é a proposta desta casa de Pinheiros, em São Paulo, que nasceu da parceria entre os sócios do Nou e o chef Flávio Miyamura, que elaborou um cardápio com referências asiáticas, toques espanhóis contemporâneos e alta gastronomia. “O Satú é um restaurante de cozinha brasileira sem regionalismos. Queremos usar não só ingredientes, mas os costumes brasileiros”, diz o chef.

Entre as entradas, destacam-se o camarão crocante com salada de arroz negro e manga (a partir de R$ 36) e a linguiça Bragança real com cebola roxa na brasa (R$ 26). Dos pratos principais, a estreia é do fettuccine negro com frutos do mar (R$ 69), mas o clássico continua sendo a costela bovina com molho de café, mandioca e pimenta biquinho. Finalize com cocada cremosa de forno com calda de maracujá (R$ 23).

Satú_Restaurante_costela-bovina-assada-com-molho-de-café_RevistaSDM
Costela bovina assada com molho de café | Satú Restaurante

Para complementar, tem bebidas “marginais” – termo usado para se referir aos destilados nacionais pouco explorados, como a tiquira (de mandioca fermentada), que aparece no caru, coquetel que ainda leva shrub de gengibre, tônica e alecrim.


› Rua Ferreira de Araújo, 450. São Paulo | (11) 3032-1029

saturestaurante.com.br

› De ter. a sex., das 12h às 15h e das 19h à 0h. Sábados, das 12h às 17h e das 19h à 0h. Domingos, das 12h às 17h


PARA HARMONIZAR | MONTETORO 5 ROBLE 2016

Nossa indicação casa muito bem com a costela bovina com molho de café, mandioca e pimenta biquinho – a receita clássica do Satú Restaurante. “O vinho tem estrutura e acidez para a carne, que é untuosa. E as notas do estágio de maturação em carvalho combinam com o molho de café”, diz nosso sommelier Lucas Cordeiro. Sirva a bebida a 15o C, ou seja, ligeiramente fresca, para que possa ser explorada toda a sua potencialidade.