Depois de apreciar um bom vinho, o que fazer com a garrafa de vidro? Muitas pessoas reutilizam as garrafas como artesanato, vasos e as transformam em objetos decorativos. Além de ajudar o meio ambiente ao diminuir o descarte, as garrafas podem conferir estilo ao ambiente pela sua variedade de formatos.

O primeiro passo para o reaproveitamento é deixar a garrafa limpa. Mas como tirar rótulo de vidro? Acompanhe que ensinaremos isso e muito mais!

Como tirar rótulo de vidro?

Existem diferentes formas para tirar o rótulo de uma garrafa de vidro. As principais são:

  1. Água quente: deixe a garrafa submersa em água quente por cerca de 20 minutos e depois retire o rótulo com uma espátula ou similar.
  2. Sabão em pó: dissolva sabão em pó em algum recipiente com água que caiba a garrafa de vidro. Deixe as de molho por um dia, os rótulos sairão com extrema facilidade.
  3. Vinagre e detergente: deixe a área do rótulo submersa em água, pingue gotas de detergente e coloque uma porção de vinagre branco. Após mais de 30 minutos o rótulo sairá com facilidade pela ação no vinagre na cola.
  4. Óleo de coco: lambuze o rótulo com óleo de coco e depois de 10 minutos ele pode ser retirado com uma flanela ou esponja.

Para retirar o excesso de cola que fica, você pode utilizar removedor de esmalte, álcool em gel, ou até mesmo óleo de cozinha.

Formatos: Garrafas de vidro de vinhos

As partes da garrafa de vidro para vinho são compostas por gargalo, pescoço, ombro, bojo e base. Cada uma dessas partes se diferencia conforme o tipo de vinho e a tradição regional. Os principais modelos são:

  1. Bordalesa: A garrafa mais comum encontrada, originária da região de Bordeaux. Serve tintos e brancos. Tem bojo cilíndrico e pescoço mediano.
  2. Borgonhesa: Garrafa da região de mesmo nome, é comum para tintos, brancos, rosés, de uvas pinot noir, syrah, chardonnay. Tem ombros estreitos e bojo muito largo.
  3. Renana: Surgida na região do rio Reno, na Europa central, é mais alta, com ombros estreitos e bojo longo, própria para vinhos brancos.
  4. Champanhe/Espumante: Próxima à garrafa borgonhesa, porém com vidro mais espesso para suportar a pressão, tem pescoço maior e nasceu na região de Champagne, na França.
  5. Porto: Como o nome já diz é característica de vinhos portugueses, em especial do Porto. A garrafa é mais baixa e com ombros maiores.

Para saber mais sobre o formato das garrafas de vinho confira aqui o artigo especial que a Sociedade da Mesa preparou para você.

vinhos rosés