A uva Chardonnay surgiu na região de Borgonha, na França, e por muito tempo foi a única produção de vinhos finos naquela área. Hoje em dia, ela é cultivada em diversos lugares da Europa e da América, graças a sua versatilidade, que permite que ela dê frutos em diferentes climas e solos.

A pele desta uva é verde, mas quando madura ela adquire um aspecto amarelo-palha – o que pode interferir também na coloração da bebida de acordo com o método de produção.

Onde o vinho Chardonnay é produzido

Essa casta pode ser produzida em diversos lugares, podendo ter alterações de acordo com cada terroir.

Em Borgonha, na região de Chablis os vinhos Chardonnay são mais frescos e minerais. Já em Côte d’Or, os vinhos são mais robustos e maduros.

Na América do Sul, esse vinho é bastante produzido na Argentina, Chile e Brasil. Na Argentina, com uma produção forte na região de Mendoza, o vinho adquire notas de frutas tropicais. No Chile, na região de Casablanca, a produção recebe bastante influência do Oceano Pacífico, trazendo notas cítricas e maior acidez.

No Brasil, o Chardonnay é produzido principalmente no Vale dos Vinhedos, localizado na Serra Gaúcha.

O Chardonnay também é produzido na Espanha, Itália, Austrália, Estados Unidos, entre muitos outros, tendo suas principais características de acordo com cada terroir e pelo método de produção.

Características gerais do vinho Chardonnay

Sendo bastante versátil, capaz de se adaptar a diferentes terroirs, essa casta pode gerar vinhos bastante diversos, a depender do seu cultivo e da produção do vinho.

Em regiões mais frias, o Chardonnay costuma trazer mais leveza e frescor. Já em regiões com as temperaturas mais elevadas, os vinhos costumam ser mais estruturados e apresentam um leve sabor de frutas tropicais.

Em relação a sua produção, quando produzidos em tanques de aço inoxidável, o vinho tem um caráter varietal. No caso dos rótulos que são envelhecidos em carvalho, os vinhos são enriquecidos com notas amadeiradas, como de especiarias.

Harmonização do Chardonnay

Os vinhos Chardonnay podem ser harmonizados com diferentes pratos, de peixes a carnes magras.

Para os vinhos não envelhecidos, são indicados pratos mais leves e com sabor mais delicados. Uma excelente opção é o queijo frescal, além de peito de frango e macarrão ao molho branco.

Se você deseja um prato mais elaborado, opte por um vinho envelhecido. Peixes gordurosos ou massas com molhos mais ricos em sabor são indicados para acompanhar esse vinho que também possui um sabor mais complexo.

O chardonnay, principalmente um rótulo mais estruturado e amadeirado, é uma excelente combinação para um bacalhau em posta, devido à textura mais firme da carne.

Temperatura para servir

O Chardonnay, por ser um vinho branco, deve ser servido preferencialmente em temperaturas mais baixas. Normalmente, a garrafa deve estar refrigerada entre 6º a 12º C, dos mais leves aos encorpados.

Para evitar que a bebida esquente antes de ser consumida, ela deve ser servida em taças de tamanho menor e em quantidades pequenas. Desta forma, o vinho na taça se manterá fresco e não perderá suas propriedades para apreciação de todos. A garrafa pode ficar em um balde com gelo.

Conheça mais sobre os rótulos Chardonnay e adquira vinhos de qualidade na Sociedade da Mesa!

Loja Online de Vinhos