Comer é o negócio

Comer é o negócio

A gestão do glamour

Thomas Edison disse que a genialidade é 1% inspiração e 99% transpiração. No mundo gastronômico, equivale a dizer o mesmo

Comer é o negócio

Como é mesmo o nome?

O que têm em comum o Taypá, Mocotó, 41 Degrees, D.O.M., Sublimotion e Coco Bambu? De pronto, pode-se dizer que

Comer é o negócio

Conteúdo na panela

Chef Renato Caleffi O Le Manjue Organique partiu da ideia de oferecer refeições 100% orgânicas e funcionais, materializadas em pratos

Comer é o negócio

Design de experiências

Para investir no ramo das comidas, não é obrigatório ser um cozinheiro de mão cheia; e nem um profundo conhecedor

Comer é o negócio

O tempero do seu ano

Quais serão os pratos da vez para os próximos meses? No que apostar para faturar e fazer sucesso? Pra começo

Comer é o negócio

Muito prazer, sou o iChef

Só nos E.U.A., o mercado de startups gastronômicas movimenta em torno de US$ 6 bilhões ao ano. Por aqui, elas

Comer é o negócio

Marca: amor e valor

Que segmento alimentício é mais lucrativo? Na verdade, todos, desde que façamos bem a lição de casa e empreguemos toda

1 2