7

Yecla, localizada na província de Múrcia, no sudeste espanhol, na costa do mar Mediterrâneo. É uma dessas regiões vitivinícolas na qual a localização está a favor na origem e desenvolvimento de sua viticultura.

Por causa desta situação, Yecla recebeu inúmeras influências de civilizações. Como a romana, a grega, a cartaginesa ou a muçulmana. E, assim como em outras zonas do Mediterrâneo, há dois mil anos os romanos foram encarregados de começar com o cultivo do vinhedo. Escritos moçárabes refletem a existência de vinhedos abundantes quando os muçulmanos se estabeleceram em suas terras. Estes últimos fundaram a cidade de Yecla (“Yakka”, em árabe), como estabelecimento estável no lugar que hoje ocupa, no final do século XI.

A cidade, durante o período de domínio almóada (bastante permissivo com o consumo e comércio de vinhos, apesar da sua religião muçulmana). Adquiriu certo peso no contexto local e regional. Séculos mais tarde, as crônicas contam que, no século XVI, sob o reino Felipe II. Havia cerca de 3.000 hectares dedicados ao cultivo do vinhedo, aparecendo assim como a base de um das primeiras etapas do grande esplendor econômico para a cidade e sua região. Naquela época, Yecla foi proclamada como “maior bodega da Espanha”. E seus vinhos de nível elevado e cor passaram a ter muita demanda no âmbito internacional.

sociedade-da-mesa

Junto com os vinhos de outras áreas do sudeste espanhol, eram usados principalmente para misturar com outros vinhos, dadas suas fortes características. A praga da filoxera, que no final do século XIX, devastou o vinhedo nas regiões vinícolas francesas, determinou o estabelecimento, em 1878, de comerciantes gauleses, surpreendidos pela qualidade dos vinhos que foram feitos na região.

E assim começou um importante comércio de graneis yeclanos para a França e começou a consolidar, desta maneira, um setor que atingiu mais de 15.000 hectares de vinhedo. Tornando a indústria de vinho o grande motor da economia regional. Yecla, com seus solos arenosos, não conheceu a praga da filoxera até meados do século XX, o que torna esta Denominação de Origem possivelmente a maior proporção de vinhedo pré-filoxérico na Europa.

01

O que é a filoxera?
A filoxera é um inseto que apareceu pela primeira vez na Europa em 1853. E acabou com a maior parte dos vinhedos europeus ao importar linhagens norte-americanas. Chegou na Espanha pelo sul da França. E as primeiras zonas afetadas foram as do Norte, ainda que os Pirineus tenham servido como barreira natural, contendo sua expansão durante décadas. No entanto, este incidente transformou-se em oportunidade para os viticultores de Yecla.

Quando a filoxera acabou com as videiras francesas, os viticultores franceses foram para a Espanha para comprar vinho. E ensinaram aos espanhóis novas técnicas de cultivo e fabricação. O remédio contra a filoxera foi imposto graças à enxertia das castas de variedades europeias que tinham sobrevivido com cepas americanas resistentes.

 

8
 
A indústria vitivinícola espanhola viveu seus melhores anos, e esta situação durou até quando a França, uma vez superada a temida praga, decidiu romper o tratado que facilitava a importação de vinhos do Levante espanhol. Assim como as áreas circundantes, a fabricação e comercialização dos vinhos sofreram uma lenta decadência, reativando-se no início da Primeira Guerra Mundial, que produziu o aumento da demanda, garantindo-a até a Guerra Civil Espanhola, quando a produção foi parcialmente  paralisada.

Novamente o setor reativou-se, a partir da década de 60. Estas mudanças no ciclo fizeram com que a indústria vitivinícola não se consolidasse e trouxesse a sensação de ser um setor pouco  interessante, devido a seus custos de investimento inicial, até o início dos anos 80.

A Denominação de Origem Yecla
A denominação encontra-se ao norte da comunidade autônoma de Múrcia. Entre Jumilla e Alicante.
Foi constituída em 1975 e abrange mais de 20.000 hectares de vinhedo.
A área de cultivo, que se estende por todo o interior do município de Yecla, encontra-se completamente rodeada por Denominações de Origem. Jumilla ao sul e oeste, Almansa ao norte e Alicante ao leste.

Trata-se de uma zona de transição entre o planalto e o Mediterrâneo. Rodeada por um anel de montanhas baixas e serras, onde os vinhedos estão localizados em altitudes que variam entre 400 e 800 metros do nível do mar. A própria cidade de Yecla levanta-se em seu interior, em um pequeno topo da montanha. A Denominação se divide em duas subzonas, denominadas Yecla Campo Acima e Yecla Campo Abaixo.

sociedade-da-mesa

As variedades cultivadas são a Monastrell, Merlot, Garnacha, Tempranillo, Syrah e Cabernet Sauvignon (tintas), e as brancas Airén e Macabeo (também conhecida como Viura), Malavasia e Merseguera, sendo a Monastrell, a variedade de uva mais plantada.
Sua viticultura tradicional e sua situação privilegiada permitem que, atualmente, quase 25% de
seus vinhedos sejam orgânicos.

O relevo yeclano, com solo de calcário profundo e um subsolo espesso, com a presença de carbonatos e uma superfície arenosa com formações de argila de alta permeabilidade, é pobre em matéria orgânica. Localizado a uma altitude entre 400 e 800 metros do nível do mar. Seu clima é mediterrâneo continental, com verões muito quentes (temperaturas máximas por volta de 38-39˚C) e invernos amenos.

A geada e o granizo podem provocar problemas ocasionais. Enquanto o vento forte raramente aparece. As chuvas são mais abundantes na primavera e no outono, frequentemente em for10ma de chuvas tempestuosas.
Tradicionalmente, os vinhos de Yecla tinham muita estrutura e fama de robustos. Mas sua projeção internacional e a aplicação das novas tecnologias permitiram eliminar estas arestas. Dando nuances mais equilibradas para oferecer novos e interessantes tintos, com fruta intensa.

Onze bodegas fazem parte desta Denominação de Origem. Das quais 10 são engarrafadoras. A cooperativa produtora, La Purísima, decidiu apostar em sua própria gama de vinhos engarrafados nos anos 70. Começando a promover seus vinhos. De qualquer maneira, a partir de 1985, a Bodegas Castaño, empresa da iniciativa privada e familiar, apostou na fabricação de vinhos próprios de alta qualidade e colaborou ativamente na promoção internacional da denominação Yecla.

 O que é o Método Ganimede®?
O “Método Ganimede®” é baseado na utilização de um deposito fermentador, denominado igualmente  Ganimede©. Para a fermentação do mosto e subsequente transformação em vinho. Durante a fermentação, se produz a liberação de gás carbônico, que em sistemas de fermentação tradicionais é libertado.
O método Ganimede® utiliza este gás carbônico para realizar a ação de contato entre o mosto em fermentação e as peles das uvas.

A essência do “Método Ganimede®“ consiste em facilitar, de forma natural, não agressiva e eficaz, o contato das peles com o mosto ao longo da vinificação. Mediante a utilização do gás carbônico endógeno, gerado durante a própria fermentação, e na ausência de bombas ou elementos mecânicos. Este depósito, a princípio, não difere muito de outros fermentadores convencionais. Mas tem dois elementos que o tornam único: seu diafragma ou funil interior, e seus dois by-passes.

O diafragma em forma de funil, localizado em seu interior, permite que o gás carbônico seja acumulado no fundo do vão do deposito. E os dois by-passes, que comunicam as duas zonas separadas pelo funil, facilitam que o gás, que passa por este canal de comunicação, desintegre as peles que se encontram no topo do tanque. Consegue-se assim a mistura homogênea, sem a necessidade de realizar um bombeamento do mosto, evitando o uso de pistões ou outros sistemas mecânicos, para conseguir misturar as peles com o mosto, de forma eficiente.

Esta difusão do gás carbônico pode ser realizada de forma manual. Mediante a abertura dos by-passes. Ou de forma automática. Mediante um sistema de programação que, graças a um cronômetro, permite abrir durante o intervalo de tempo programado.

ASPA INGENIEROS: C\ La Campa nº 11 26005 Logroño (La Rioja) T: +34 941210448 F: +34 941287072
www.aspaingenieros.com skype: alberto.pedrajo.aspa

Acesse a ficha técnica do vinho aqui!

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!

 

Vinhos TintosPowered by Rock Convert