Lombo Agridoce com Batatas Assadas “ao Murro”

Nada como uma comidinha com sabor marcante para os dias frios de inverno.
Este lombo suíno fica delicadamente doce-azedo-salgado, numa combinação de dar água na boca. As batatas “ao murro”, com alecrim e cheiro verde, formam o acompanhamento perfeito. Vamos precisar de um lombo suíno bem limpo, de aproximadamente 1Kg; uma colher de chá rasa de sementes de erva-doce e semente de coentro. E também de um punhado de salsa, cebolinha, tomilho, páprica doce e  pimenta calabresa.

Ainda no preparo do lombo, vamos besuntá-lo com uma mistura de 100ml de aceto balsâmico, 1 colherzinha de mostarda de Dijon, 100g de manteiga e 3 colheres de mel. Faremos um corte transversal na carne, a fim de colocar esse molho internamente.
E somente internamente, vamos acrescentar 3 colheres de geleia de cerejas ou frutas vermelhas. Para que o lombo fique bem suculento e saboroso, devemos assá-lo em fogo brando (200 graus) e usar uma travessa do tipo terrine em ferro fundido, ou, ainda, uma forma de pão- de- forma.

lombo O segredo é não deixar o suco da carne evaporar e deixá-la seca, sem sabor. Ela vai cozinhar em seu próprio molho. Por isso é tão importante usar as travessas altas e de formato parecido com o lombo. Usaremos a tampa nos primeiros 30 minutos ou papel alumínio. Depois,  deixaremos dourar por mais 10 minutos. Como a travessa será estreita, normalmente conseguiremos assar as batatas ao mesmo tempo que o lombo.

Para as batatas, vamos usar 1Kg tipo bolinha (aquelas bem pequenas, aperitivo) bem lavadas e com a casca; 100ml de azeite extra-virgem; 6 dentes de alho fresco em lascas; salsa; cebolinha; 1 colher de chá rasa de alecrim seco e flor de sal a gosto. É importante dar uma pré-cozida nas batatas em uma panela com água, até que elas fiquem macias ou até que o garfo penetre com certa facilidade. Escorra bem e arrume em uma travessa, amassando levemente cada uma delas. A típica forma de servir a batata portuguesa amassada ou “ao murro”, pode ser feita com a mão na forma original, ou com uma colher de pau resistente.

Amasse até estourar a casca nas laterais. Isso é fundamental para as ervas e o azeite passarem seu sabor às batatas. Salpique com todos os temperos e, por último, regue com o azeite. Leve ao forno até ficarem douradas.
Este prato fica muito melhor acompanhado de um belo vinho tinto encorpado, como os tempranillos espanhóis, uma das castas mais conhecidas da Península Ibérica. É a maior constituinte dos melhores Riojas. Originária do norte da Espanha, também é muito cultivada em Portugal, onde é geralmente conhecida como Aragonez. Com esta receita, você conseguirá servir 6 pessoas. Agora, é só se deliciar nesta viagem rica de sabores sutis.

Texto: Mateus Giovanni

Fotos: divulgação