seleção mensal - esencia

Nesse último ano, tivemos a oportunidade de provar vários vinhos da região vitivinícola de Castilla La Mancha, na Espanha. A qual, como já foi dito, é a maior região vinícola do mundo.

Um excepcional oceano de vinhedos e vinhos onde, dia a dia, descobrimos bodegas, vinhos, enólogos e viticultores que, com seu esforço e dedicação, afastam-se cada vez mais daqueles vinhos do passado. Cujo único objetivo era o de produzir, desviando-se, quase sempre, da meta principal, que é elaborar o melhor vinho possível a partir das melhores uvas.

Acreditamos neste gigante que é Castilla La Mancha. E, por esta razão, continuamos buscando vinhos por essas terras. Para mostrar ao associado como ocasionalmente, as mudanças em um setor tão tradicional como o do vinho e em uma região tão extensa, podem, contra todos os prognósticos, tornar-se uma fonte inesgotável de surpresas enológicas.

E onde está a origem desse êxito?
Parte dessa mudança foi produzida diretamente pela iniciativa das bodegas que, nos últimos anos, tornaram-se conscientes da diversidade desta região vitivinícola que é Castilla La Mancha, onde um simples passeio mostra-nos a grande diversidade ambiental: relevo, clima e solos que encontramos nas diferentes regiões produtoras de La Mancha.

As mudanças nesta região foram orientadas para elaborar vinhos da mais alta qualidade, e isso significa que, com sua capacidade produtiva e uma viticultura totalmente modernizada, os produtores manchegos são capazes de elaborar vinhos incríveis como o que estamos apresentando.

sociedade-da-mesa

Deste modo, continuamos percorrendo o maior vinhedo do mundo e, desta vez, chegamos à recém-criada Denominação de Origem Uclés. Oficialmente fundada em 2005, foi formada, anos atrás, a partir da iniciativa dos produtores de vinho da região, que, ao longo de sua história, demonstraram o potencial da viticultura da região e sua enorme capacidade para criar vinhos de elevada e comprovada qualidade, em uma área integrada dentro de La Mancha, ainda claramente diferente por suas condições edafoclimáticas, muito distintas das existentes ao sul do planalto central espanhol, onde encontram-se as maiores extensões de vinhedo de Castilla La Mancha.

seleção mensal - esencia

A oeste da província de Cuenca e a noroeste da província de Toledo, dentro da Comunidade Autônoma de Castilla La Mancha, situa-se  a  zona vitivinícola da Denominação de Origem Uclés. Embora a região vinícola ocupe uma área de 175.000 hectares, somente 1.700 hectares compõe atualmente esta  jovem Denominação de Origem.

Os vinhedos de Uclés estão entre 500 e 800m de altitude na metade ocidental. E entre 600 e 1.200 m na metade oriental. Ambas as áreas encontram-se separadas pela Serra de Altomira. Os solos, mesmo que muito heterogêneos, destacam-se por seu perfil arenoso e de significativa profundidade. O que permite ao vinhedo explorar, com suas raízes,  grandes extensões. Facilitando a absorção de nutrientes e, portanto, beneficiando o equilíbrio da planta quanto à absorção de nutrientes e necessidades hídricas. O clima é continental, com regime de chuvas mediterrâneas, geralmente inferior a 500 mm por ano. Todos esses fatores determinam que as condições de cultivo das videiras sejam ótimas. E, portanto, as uvas produzidas tenham condições  e características particulares.

Uclés é jovem, sem dúvida. E, portanto, tem um longo caminho pela frente. Mas não podemos esquecer que esta área vem produzindo vinhos há séculos. De modo a acreditarmos que, se unirmos a tradição com espírito e atitude moderna, irá converter-se em uma Denominação que não vai demorar a dar o que falar.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!

 

Vinhos TintosPowered by Rock Convert