Machi Malbec provém da região dos Valles Calchaquíes, sudoeste da região de Salta, e inclui as regiões de San Carlos, Cafayate e Tolombón. A altitude média de plantação dos vinhedos é de 1.700m acima do nível do mar. O perfil do solo dos Valles Calchaquíes, de pouca profundidade, muito pobre em matéria orgânica e rico em minerais, oferece ao vinho uma personalidade forte.

machi-malbec-2012

País: Argentina
Região: Salta
Indicação Geográfica: I.P. Salta
Uvas: 100% Malbec
Produtor: Machi

O vinho
a colheita é feita de forma manual em caixas, para seu posterior traslado até a  bodega, onde é feito o desengaçamento e um leve esmagamento das bagas, passando aos tanques de fermentação, onde a uva permanece macerando a frio por 2 dias, a uma temperatura de 6˚C. Depois da maceração a frio, começa a fermentação alcoólica de forma espontânea, já que não são adicionadas leveduras industrializadas.

A fermentação prolonga-se por 10 dias, durante os quais são realizados bombeamentos diários e “delestage” nos primeiros 6 dias. A temperatura de fermentação é mantida sempre baixa, nos 24˚C, procurando-se, a todo momento, potencializar a expressão frutada e as particularidades deste Malbec de altura. Depois de finalizar a fermentação alcoólica e a maloláctica, o vinho é envelhecido durante 3 meses em barris de carvalho francês de segundo uso, que respeita o perfil original do vinho, dando-lhe um elegante toque de crianza.

A cata
cereja quase opaco. Com lágrima de destaque. No nariz, mostra uma boa intensidade frutada. Com claras notas de ameixa madura, balsâmicas e mentoladas, muito fundidas com leves notas de crianza. Sua entrada na boca é fresca, retomando as notas mentoladas que dão lugar à lembrança de fruta vermelha. Estrutura poderosa, que se sustenta sobre um tanino muito vivo e nos recorda a origem deste vinho, procedente de um dos vinhedos de maior altitude do mundo.

sociedade-da-mesa

A harmonização
vinho estruturado com volume na boca. Mas com sensações frescas em sua passagem. A receita perfeita talvez seja uma carne com volume e estrutura. Um toque cítrico que encaixe com seus balsâmicos e com o frescor. Além de algo doce, que combine com seus taninos. Começaremos com um aperitivo de embutidos e queijos. Para seguir com um frango assado com um molho de cítricos ou frutas vermelhas. Laqueado com um pouco de açúcar. Já está com fome?

A temperatura
degustar a uma temperatura entre 17 e 18˚C. Não é necessário ser aberto antes da degustação. Também dispensa a decantação.

Guarda
para beber imediatamente. Mas podendo ter um progresso na garrafa pelos próximos meses. Para ser consumido nos próximos 2 anos. Que certamente ajudarão a polir os taninos. Os quais são muito presentes.

Texto: Alberto Pedrajo Pérez e Javier Achútegui Dominguez.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!

 

Vinhos EspumantePowered by Rock Convert