Texto: Alberto Pedrajo Pérez

O vinho é um ser vivo e, como tal, necessita de algumas condições de conservação para garantir uma evolução positiva com o passar do tempo. Esta é a chave: conservar um vinho em ótimas condições é sinônimo de prolongar sua vida. Isso dependerá dos cuidados que tivermos, durante seu armazenamento em casa, após adquiri-lo.

O que faz com que seja tão importante a conservação do vinho?

Evidentemente, o mais importante é o próprio vinho. Nosso objetivo é conservá-lo protegido das possíveis alterações ambientais que possam afetar suas características organolépticas a partir de sua aquisição. Por isso, devemos primeiramente entender as funções de elementos como a garrafa e a rolha que ajudam a conservar o vinho engarrafado.

Uma garrafa é impermeável. O vidro não deixa passar o oxigênio e atua como recipiente para conter o vinho. Por outro lado, temos a rolha cujo principal objetivo é fechar a garrafa e garantir que o líquido fique contido nela.  Esse é o fator mais determinante na conservação de um vinho, já que o estado de conservação da rolha será a garantia do fechamento da garrafa e conservação do vinho. O ponto fraco de uma garrafa de vinho sempre é a rolha, principalmente se for de cortiça natural.

Vamos nos concentrar nos vinhos para guarda, com rolha de cortiça natural, já que são elaborados e direcionados a permanecer mais tempo guardados até o seu consumo.

A cortiça, assim como o vinho, é um elemento vivo que, após ser extraído do tronco, continua um processo vagaroso de evolução. Isso implica em lentas alterações mecânicas que podem ocasionar, em longo prazo, uma deformação da rolha. Além do fechamento, a rolha natural tem outra função muito importante: ela permite a respiração do vinho e faz isso de maneira lenta e constante, o que contribui com a evolução do vinho, evitando o envelhecimento precoce.

Em que condições devemos manter o vinho para prolongar sua vida?

Devemos observar uma série de condições ambientais que determinam o armazenamento correto de nossos vinhos, para que colaborem de uma maneira positiva, especialmente aquelas que afetam a rolha.

A temperatura

A temperatura de conservação deve ser constante, evitando as oscilações térmicas. A flutuação diária não deve superar mais de 2°C. Logicamente, quando o vinho é transportado, sofre essa alteração térmica, porém nunca deve sofrê-la de maneira contínua, dia após dia. Quando a temperatura é baixa, podem acontecer alterações diferentes; aparecem precipitações no vinho e a rolha se desidrata, perdendo elasticidade e, portanto, as propriedades de fechamento.

A temperatura correta para conservação deve ser entre 10°C e 17°C.

A umidade

A umidade é um fator importante para aqueles vinhos que vão ser guardados por longos períodos.  A cortiça deve manter condições higrométricas estáveis que evitem a perda de elasticidade da rolha, o que pode originar vazamentos do vinho. Por outro lado, o excesso de umidade pode propiciar a aparição de fungos na base da rolha, provocando a deterioração ou a aparição de aromas de umidade, alterando o perfil organoléptico do vinho. A condição ideal para a ótima conservação da rolha é entre 65 e 80% de umidade.

A luz

O vinho deve ser guardado, de preferência, na ausência de iluminação, principalmente de luz natural, uma vez que os raios ultravioletas alteram as condições físico-químicas do vinho. Sobre isso, é importante levar em consideração a cor da garrafa, já que ela atua como filtro para a iluminação. A cor mais escura na garrafa ou a espessura maior protegerão melhor o vinho dos efeitos da luz. Quando um vinho sofre alteração pela luz, é comum aparecerem notas de óxido e metal.

Posição de armazenamento

A posição horizontal é a mais adequada para que o vinho se mantenha em contato com a rolha, evitando sua desidratação e posterior alteração, como já dissemos anteriormente.

Odores

O lugar eleito para o armazenamento de nossos vinhos deve ser livre de odores. A ausência de odores no local ou cava e a boa ventilação são fatores necessários para que o vinho não seja afetado. Devemos ter cuidado com locais onde possam existir odores de pintura, produtos de limpeza ou aromas de cozinha.

 

Conheça as vantagens de fazer parte da Sociedade da Mesa, clube de vinhos! Associe-se!