Vinhos de Lalande

Os vinhos de Bordeaux são, quase sempre, capazes de oferecer boa qualidade. Mas também é verdade que é necessário saber navegar entre os vinhos dessa região vitivinícola já que, muitas vezes, aproveitando-se do nome “Bordeaux”, encontram-se escondidos vinho medíocres. Este mês, na nossa Seleção Grandes Vinhos, apreciaremos uma Denominação de Origem que está no auge, dentro de Bordeaux: Lalande de Pomerol. Atualmente, os vinhos desta região gozam de excelente reputação e, cada vez mais, são considerados dignos competidores dos próximos e prestigiados vinhos de Pomerol e Saint-Emilion.

Lalande de Pomerol é uma Denominação de Origem na região vinícola de Bordeaux, no sudoeste da França, como já dissemos. Lá, elaboram-se vinhos tintos que são produzidos ao norte da prestigiosa A.O.C Pomerol. Essas zonas são separadas somente pelo rio Barbanne. Pertence a ampla região vitivinícola de Bordeaux, situada ao oeste da cidade de Bordeaux, a 50 km dentro da região de Libournais. Esta Denominação conta com uma produção média anual de 50- 60.000 hectolitros e com uma superfície declarada de aproximadamente 1.200 hectares. Os vinhos de Lalande de Pomerol são elaborados principalmente com a variedade Merlot, mas também podem conter Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon e Malbec.

Assim como a maioria das Denominações da margem direita de Bordeaux, é a amabilidade da uva Merlot que faz com que estes vinhos, geralmente fáceis de beber, sejam mais populares no mercado atual. A região encontra-se protegida pelo rio Dordonha e outros rios de seu entorno. O Oceano Atlântico está a menos de 100 km de distância. O que resulta em um importante regime de chuvas e isso, junto com o clima cálido e ensolarado, é ideal para o cultivo do vinhedo. Em 1884, com o objetivo de unir e defender a singularidade e virtudes de Lalande, os viticultores da região estabeleceram o “Syndicat Viticole de Lalande de Pomerol”.

sociedade-da-mesa

Após este primeiro reconhecimento, foram várias as normas e regulamentos que foram definindo esta Denominação até que, finalmente, a Denominação de Origem Lalande de Pomerol foi regulamentada por decreto. Em 15 de dezembro de 1994, incluindo as comunidades de Lalande de Pomerol e Néac. Os vinhedos ao redor de Néac estão plantados em solos com interessantes proporções de argila e cascalho. Mas com claras diferenças das encontradas em Pomerol. Esses solos são muito interessantes para o cultivo da Merlot, que se desenvolve com mais sucesso.

Por essa razão, nessa região se produzem os melhores vinhos de Lalande de Pomerol – Néac. Os solos que circundam Lalande são mais arenosos e aluviais, em virtude da proximidade dos rios. O que favorece uma maior concentração de vinhedos de Cabernet, que preferem solos com boa drenagem. Os rios são muito importantes nesta parte de Bordeaux. Eles definem os limites da Denominação de Origem, já que influenciam o clima e a composição dos solos das diferentes zonas vitivinícolas.

Château Canon Chaigneau

Chateau canon

Este Château, atualmente propriedade da família Marín-Audra, desde sua aquisição. Não só vem conseguindo consolidar a trajetória deste singular Château, como também elaborar um vinho moderno, atraente e com grande elegância e personalidade.

No século XV, eram os monges que cultivavam e cuidavam da propriedade. O Chateau La Tour Chaigneau está na comunidade de Neac. Vizinha de Pomerol (e a menos de 5 km de Saint-Emilion). E é um dos cenários mais surpreendentes que se pode visitar dentro da região de Bordeaux.

Uma experiência sem igual. Seus vinhedos estão distribuídos em uma única parcela de 21 hectares. Onde se cultivam uvas Merlot, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon. Os vinhedos têm idade média de 30 anos. São cultivados sobre solos de areia e barro. Descansando em arenitos ferruginosos e com uma densidade de plantio de 5.500 plantas/hectare.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!

 

Vinhos TintosPowered by Rock Convert