Entrada Sala Crianza

Cariñena está situada no centro do Vale do Ebro. Em uma das regiões vitivinícolas históricas da Espanha. Com uma superfície de produção de aproximadamente 15.000 hectares. Divididas entre os povoados de Aguarón, Aladrén, Alfamén, Almonacid de la Sierra, Alpartir, Cariñena, Cosuenda, Encinacorba, Longares, Mezalocha, Muel, Paniza, Tosos e Villanueva de Huerva.

Esta terra de Garnachas soube adaptar-se criteriosamente as novas tendências. Assim como aproveitar suas excelentes condições para o cultivo de variedades tão internacionais quanto a Syrah, a Cabernet Sauvignon ou Chardonnay entre outras. Constituída em 1932, Cariñena é a Denominação de Origem mais antiga de Aragón. E uma das mais antigas da Espanha, junto com as de La Rioja e Jerez. Junto com a criação da Denominação de Origem, em 1932, inaugurou-se a Estação Enológica da Cariñena, de onde se impulsionaram novas técnicas de cultivo e elaboração.

Porém, a Guerra Civil espanhola e suas consequências atrasaram a guinada da qualidade até os anos setenta. Pouco depois dos vinhos começarem a ser engarrafados. Mas foi realmente nos anos oitenta, quando aconteceu o grande salto qualitativo na elaboração dos vinhos da região com a introdução de novos sistemas de cultivo, investimento em tecnologia e a adoção de novas práticas enológicas.

sociedade-da-mesa

É importante falar um pouco da tradição desta região vitivinícola. Para assim poder entender melhor sua importância ao longo da história. Trata se, sem dúvida, de uma região com longa tradição vinícola. Prosperou com a proteção dos mosteiros cristãos durante a Idade Média. Porém o vínculo com vitivinicultura vem do período romano. A partir de uma região chamada Celtíbera, onde ficava a vila romana Carae (hoje em dia Cariñena). Cujos habitantes, no século III a.C., bebiam vinho misturado com mel. Isso significa mais de 2.000 anos de história.

De qualquer modo, mais que orgulhosos de sua história, os viticultores de Cariñena devem considerar-se privilegiados pelas condições edafoclilmáticas para o cultivo da videira em suas terras. O solo. O clima. A altitude (entre os 400 e os 800 metros). E a orografia se combinam para dotar o território de uma grande aptidão para a atividade vitivinícola. Essas condições de cultivo são especialmente boas para a Garnacha. Ela amadurece de maneira extraordinária, alcançando a intensidade aromática tão característica dessa variedade.

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Vinhos TintosPowered by Rock Convert