Uma bebida  descontraída com espírito festeiro.

Refrescante e ótima para combater o calor, a sangria é uma bebida consumida em grandes quantidades, principalmente no verão, em toda a Península Ibérica, porém, sua fama internacional forjou-se na  Espanha.

Prepara-se macerando durante duas horas uma seleção de frutas cortadas com vinho tinto. Daí o nome “sangria”, pela cor vermelho-sangue de seu ingrediente principal. Depois de duas horas, o vinho está aromatizado e pronto para servir.

sangria3Também se pode preparar com vinho branco, e os mais ousados dão asas à imaginação, criando receitas modernas usando  champanhe, cava, sidra,  saquê… Nestes casos, o nome sangria deve vir acompanhado do nome do ingrediente principal que for utilizado: sangria de vinho branco, sangria de champanhe etc.

Sua origem é confusa, porque parece existir documentação sobre seu  consumo nas Antilhas, quando colonizadas por ingleses e franceses. A teoria mais aceita é a de sua origem no começo do século XIX, na Península Ibérica. Assim foi considerado em janeiro de 2014, quando o Parlamento Europeu aprovou, por maioria, uma proposta de lei de D.O. (Denominação de Origem) que restringe o uso do termo “sangria” à Espanha e Portugal. Nos demais países da União Europeia, terá de se chamar “bebida aromatizada à base de vinho”. Esta lei aplica-se ao etiquetado e comercialização da sangria envasada (engarrafada).

Existem muitas fórmulas e receitas para fazer uma boa sangria, como diz o proverbio espanhol “cada maestrillo tiene su librillo”. A variedade é do tamanho da sua imaginação.

Vamos sugerir uma receita tradicional e algumas dicas para que você possa criar a sua própria receita.

Para  6 pessoas

Ingredientes:sangria1

1 litro de vinho tinto

Suco de 1 limão

Suco de 1 laranja

1 laranja, 1 banana, 1 maçã e ¼ de abacaxi cortados em pedaços

100ml de água

4 colheres de sopa de açúcar

1 canela em pau

330ml (1 lata) de soda (ou refrigerante com gás de laranja ou de limão)

Preparação:

Prepare um xarope, dissolvendo o açúcar em 100ml de água quente.sangria2

Em um recipiente grande, misture o vinho, o xarope, o suco de uma laranja e o suco de um limão. Mexa bem, adicione a fruta cortada em pedaços e a canela em pau, e deixe macerando na geladeira durante duas horas.

Duas horas depois, coloque tudo numa jarra, adicione cubos de gelo e enfeite com fatias de  laranja e de limão.

Antes de servir, adicione uma lata de soda ou refrigerante com gás, de laranja ou limão.

Um dos grandes segredos de uma boa sangria é servir bem gelada.

Dicas:

Vinho: “quanto melhor o vinho, melhor a sangria”. Que não seja nem um vinho muito ruim nem um reserva. Um vinho jovem de qualidade é suficiente.

Xarope: para evitar que o açúcar se deposite no fundo da jarra, prepare o xarope de açúcar de acordo com a receita. Com mel ou adoçante também fica muito bom.

Frutas: use a sua imaginação e substitua as frutas por outras de sua preferência. Escolha quatro frutas de temporada, frescas e firmes.

Maceração: duas horas é o tempo ideal. Menos tempo não é suficiente para aromatizar o vinho, e com mais tempo a fruta pode começar a fermentar e ficar mole.

Jarra: use jarra transparente para que se possa apreciar a beleza colorida da bebida. Na Espanha também se usam jarras de barro, que dão um toque interessante e rústico.

Os licores: se você quiser uma sangria com um sabor mais forte, adicione à mistura, antes da maceração, 100ml de um destes ingredientes: brandi, rum, conhaque, vodca, gin, biter, angostura…

Colher de pau:  para mexer suavemente e servir sem romper a fruta.

Copos: grandes, para que caibam o gelo e a fruta.

Tome a sangria com alegria e em boa companhia!