Esta seleção Obras-Primas é um exemplo de que por trás de uma grande arca, encontramos o que esperamos: um grande vinho. Bodegas Protos é um sucesso! Uma das mais reconhecidas no panorama vitivinícola espanhol. Aproximamo-nos desta região de uma maneira grandiosa com este ícone da Ribera del Duero, Protos Serie Privada 2010, elaborado somente em colheitas especiais e com uma produção limitada: 18.000 garrafas.

Protos

País: Espanha

Região: Castilla e León

Indicação Geográfica: D.O. Ribera del Duero

Uvas: 100% Tinta del País (Tempranillo)

Álcool: 14,5%

Produtor: Bodegas Protos

O vinho

Uva da variedade Tinta del País (Tempranillo) procedente de vinhedos de mais de 50 anos de idade. Vindima manual, em pequenas caixas, selecionando os bagos em função das características próprias de cada vinhedo. Na bodega, as uvas foram selecionadas na mesa e fermentadas em depósito de aço inoxidável de pequena capacidade. Após uma fermentação alcoólica a 28ºC, realizou-se a maceração com as cascas até completar um período de 21 dias.
A fermentação maloláctica aconteceu em barris de carvalho francês novo (50%) e depósitos de aço inoxidável (50%). Após uma crianza de 18 meses em barris (60% em barril francês novo, 20% de barril francês de um ano e 20% em barris americanos de um ano), chegou-se a este delicioso, equilibrado, saboroso e muito delicado vinho.

Cata

De cor cereja profundo com borda rubi, a primeira impressão na taça parada é a profundidade de aroma de caixa de charutos e fruta em conserva. Uma vez oxigenada a taça, a fruta negra passa a ser protagonista, com ligeiros toques mentolados, especiarias e com uma madeira muito bem integrada, que acompanha sem protagonizar.
Na boca, mostra-se amplo, envolvente, potente e de grande volume. As sensações notadas no nariz destacam as notas de especiarias e de fruta muito madura, com um final longo e elegante.

sociedade-da-mesa

Harmonização

Como sempre, parece que os vinhos intensos e robustos, devido ao seu conteúdo de taninos e alto grau alcoólico, harmonizam com pratos gordurosos, contundentes.
Sempre defendo que não devemos ter obsessão com as harmonizações e devemos ser atrevidos com pratos que, em um primeiro momento, não encaixam com o vinho selecionado. Por isso, preferi buscar complementos aos aromas tostados e de especiarias e recomendo, nesta ocasião, degustar este supervinho com uma seleção de verduras na chapa e um ensopado de batatas com cogumelos que, sem o caldo, pode ser acompanhado com um simples arroz branco.

Temperatura

Degustar a uma temperatura compreendida entre 16 e 18º C. É conveniente decantar previamente a garrafa, com ligeira oxigenação para mostrar o vinho com sua amplitude de matizes. Não cansamos de lembrar a importância de manter uma temperatura constante durante o consumo deste tipo de vinho –  principalmente vinhos como este.
Decidimos decantar.

A guarda

Mesmo sendo um vinho espetacular para ser consumido agora, estamos convencidos do seu potencial para um maior desenvolvimento em garrafa nos próximos dois a três anos, para poder desfrutar plenamente, desde que seja mantido em boas condições de conservação. A boa estrutura e a média acidez nos permitem acreditar que é um vinho de longo trajeto.  Deste modo, poderemos desfrutar dele nos próximos 10 anos (2014 – 2024). Certamente, será necessário decantá-lo e oxigená-lo, ao menos uma hora antes do seu consumo, para desfrutá-lo plenamente.

Este vinho é todo um prazer para nossos sentidos!

Texto: Alberto Pedrajo

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!
 

Vinhos EspumantePowered by Rock Convert