Champanhe doce a preços salgados

Em 2010, uma notícia deu a volta ao mundo: haviam sido encontradas no mar Báltico 168 garrafas de champanhe submersas e intactas, dentro de um barco naufragado entre 1825 e 1830. Os registros históricos indicavam que eram exemplares de Veuve Clicquot Ponsardin, Heidsieck e Juglar, conhecida  como Jacquesson, a partir de 1832. A grande maioria das garrafas resgatadas foram leiloadas e alcançaram valores de até 30 mil libras esterlinas cada uma. Outras garrafas, no entanto, foram para a universidade de Reims, na França, para estudos.

Os resultados desses estudos foram publicados neste ano: as garrafas continham champanhe doce, com quantidades de açúcar até 150 gramas, o que indicou que não se tratava de espumantes de alta qualidade, e sim, de versões mal elaboradas, destinadas a um público pouco conhecedor das sutilezas do champanhe. De qualquer maneira, aqueles que pagaram valores astronômicos pelas garrafas poderão conservá-las em um aquário – como uma brincadeira divertida na história.

decanter.com

 

A Rússia investirá no vinho Crimea

A política internacional interfere mais uma vez no negócio do vinho. Desta vez, em Crimea, a península sobre o Mar Negro que, até 2014, pertenceu à Ucrânia. E, neste ano, foi anexada à Rússia por meio de um contundente referendum. Essa terra montanhosa, cujas ladeiras com vinhedos chegam até o mar, esconde desde os tempos de Pedro, O Grande, uma das coleções de videiras mais importantes do mundo, no instituto de Magarasch e no Jardim Botânico de Nikitsky.

Como um gesto para com os novos habitantes; o governo russo anunciou que, a partir deste ano, investirá 100 milhões de dólares na consolidação do negócio vitivinícola. Que graças a sucessivas crises, cobre somente 10% da demanda local. Para o amante do vinho, o importante é, sem dúvida, que a valorização da região pode vir a significar a volta de muitos vinhos elaborados com uvas quase desaparecidas. Isso, sem contar que a Rússia passaria a elaborar produtos de qualidade, mirando o mercado doméstico e o de exportação.

decanter.com

Texto: Joaquin Hidalgo

Fotos: banco de imagens

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!