Chegam os barris de “charuto”

A inovação não conhece limites quando se trata de fazer vinhos melhores. Um exemplo perfeito disso são os novos barris de charuto – do inglês “cigar barrels” – que começaram a ser utilizados nas principais vinícolas da Austrália, para elaborar melhores vinhos brancos, em particular Sauvignon Blanc. O segredo, dizem os especialistas da bodega Fraser Gallop – que já estão utilizando esses barris – “é a forma alongada , que permite menor contato do vinho com a madeira”, como disse Clive Otto à revista Decanter. Mas Otto não está só nessa cruzada. A bodega Silex, em Bordeaux e a australiana Cape Mantelle também começaram a usá-los.

No momento, esses barris estão sendo utilizados de maneira experimental, mas Otto já está entusiasmado com os resultados. Ele prevê: “aportará distinção aos vinhos de Margareth River, com mais profundidade e textura que aqueles muito frutados brancos típicos da Nova Zelândia”. Teremos que esperar para ver se o novo barril acrescentará um toque ultra especial aos vinhos ou se, ironicamente, trata-se de pura fumaça.

Decanter.com

Boa notícia: o mundo beberá mais vinho

Para a inauguração da Vinexpo, a feira bienal de vinho que teve lugar em Bordeaux em junho passado, a organização pediu um estudo para a prestigiada consultoria britânica IWSR. A ideia era apresentar uma visão de futuro de curto prazo, considerando 2018, que permitisse explicar para onde vai o mercado do vinho. O resultado do estudo é encorajador: segundo a consultoria, neste período serão bebidas aproximadamente 32,8 mil milhões de garrafas, o que significa 3,7% a mais do que hoje. Como a cifra é difícil de imaginar, apresentaram também uma imagem: a quantia equivale a 23 Empire Estate Buildings cheios de vinho.

O ícone de Nova Iorque não é inocente no estudo. Já que os Estados Unidos são um dos principais impulsores desse crescimento, junto com a China; Reino Unido e países emergentes. Enquanto a tendência é a redução de consumo nos países tradicionais de produção. O aumento, sem dúvida, reconhece tendências próprias. Entre as mais importantes estão os vinhos tintos, os rosados, os espumantes e a combinação destes últimos. Sem ir mais longe, os rosados são a vedete do momento e estão cada vez mais atrativos. Portanto, vamos brindar a chegada da primavera mesmo que longe daqui – motivos não nos faltam e vinhos menos ainda.

WineSpectator.com

Texto: Joaquin Hidalgo

Conheça as vantagens de fazer parte da Sociedade da Mesa, clube de vinhos! Associe-se!