Em tempos de cultura globalizada e avançadas tecnologias de comunicação, é razoável ter o desejo de viajar mundo afora de maneira rápida, segura e a baixo custo. Digamos, em cliques.

Mas há muitas formas de começar essa turnê curiosa pela cultura dos países, dos mais conhecidos aos mais exóticos.

Uma delas é escolher um ponto comum entre os povos e se deixar levar pelas agradáveis e surpreendentes diferenças de costumes e hábitos.

Pra começar, que tal um cafezinho?

Veja só, em terras espanholas, arrisque descobrir o típico “café Bombón”, originário de Alicante (no Sul).

É uma mistura de café expresso e leite condensado ou licor, servido em cálice transparente para ficar visível a combinação das camadas de café e leite.

Já no vizinho Portugal, se a vontade for por um cafezinho expresso, peça em Lisboa por um café Bica (“beba isto com açúcar” – como um cafeteria brasileira sugeria no início do século XX). Já no Porto, o costume é pedir por um “Cimbalino”, em referência à La Cimbali, marca de máquina de espresso.

Mas se a proposta for algo mais forte; vá (ou melhor, clique) para a Irlanda e escolha um Irish Coffee. A mistura de uísque, café e creme surgiu do improviso de Joseph Sheridan na década de 1940.

O frio intenso no aeroporto de Foynes (sudoeste da Irlanda) levou o chef a criar a bebida para aquecer os passageiros à espera dos voos.

Bem, já foram três cafés nesta fugaz viagem virtual por alguns países europeus. Há muitos outros para as buscas que faremos nas próximas edições.

Texto: Emerson Castro

www.clubecafe.net.br