Chenin BlancA Chenin Blanc é a rainha das variedades da África do Sul em superfície de plantio. Mesmo havendo sofrido um declínio devido à reestruturação dos vinhedos no país.

Essa redução aparentemente caiu bem. Já que essa variedade anteriormente não despertava tanto interesse como agora desperta nos produtores de maior prestígio no país; melhorando seu posicionamento.

Original do Valle do Loire na França, é uma varietal que necessita um clima cálido para favorecer a intensidade de seus aromas primários com uma fruta intensa e reduzir sua acidez.

Na África do sul é conhecida como Steen, sendo esse um dos seus muitos sinônimos: Pinot Blanco (Argentina), Pineau Vert (Vendée), Rousselin (França), Tite de Crabe (Teta de Cabra) (Provence), Pineau (Loire e  d’Anjou).

A Chenin Blanc apresenta geralmente cor amarela, com tênues notas de verde combinadas com alguns reflexos dourados. Na cata é pura expressão: no nariz destacam-se o melão, o abacaxi, a manga, meles de flor branca e frutas secas. A boca da Chenin Blanc dependerá, em maior peso, do equilíbrio entre a acidez e o grau alcoólico que, quando alcança o seu ponto ótimo, ressalta as notas de abacaxi, melão e frutas secas com mel. Se a maturidade é excessiva, a acidez cai e o vinho torna-se pesado e excessivamente melado.

sociedade-da-mesa

É comum sua mistura com outras brancas e tintas, já que seu perfil aromático e seu equilíbrio na boca colaboram com o reforço de outras varietais, como por exemplo a Chardonnay.

Não é habitual sua “crianza” em barril, sendo um vinho destinado principalmente ao consumo jovem. Mas cada vez mais é possível encontrá-lo criado em barris de monovarietal ou coupage. Sua boa acidez faz com que se desenvolva bem em garrafa, proporcionando ao vinho uma boa longevidade.

Leia mais sobre a nossa Seleção Mensal Taste Chenin Blanc, um excelente vinho dessa variedade! 

Texto: Alberto Pedrajo

Conheça as vantagens de fazer parte da Sociedade da Mesa, clube de vinhos! Associe-se!