Gostamos de apresentar vinhos por trás dos quais há pessoas que buscam transmitir a origem dos mesmos.

Pessoas que procuram mostrar, com a elaboração de seus vinhos, o trabalho que há detrás do vinhedo, um vinho que reflita o seu “terroir”.

Christian Bénillan, da Chateau Lalande D’Auvion, bodega da França tem orgulho de elaborar o seu Château Lalande D’Auvion 2012.

  • País: França
  • Região: Bordeaux
  • Indicação Geográfica: Médoc AOC
  • Uvas: 50% Merlot + 50 % Cabernet Sauvignon
  • Crianza: 20% do vinho em barris, 12 meses.
  • Álcool: 13% vol.
  • Produtor: Château Lalande D’Auvion

Detalhes sobre o vinho

A uva procede dos dois lotes que Cristian cultiva.

A primeira sobre solo argiloso-calcário e a segunda sobre o cascalho-calcário, o que aporta diferentes matizes aos varietais cultivados.

Em primeiro lugar, realiza-se a vindima mecânica do Merlot. Passadas duas semanas, colhe-se o Cabernet Sauvignon.

Os dois varietais são fermentados separadamente em depósitos de aço inoxidável, com controle de temperatura e remontados diários durante 25 dias.

Após a fermentação malolática em depósito, 20% do vinho é criado em barris de carvalho durante 12 meses (10% novos) e o restante permanece no depósito.

Finalizada a crianza  dos vinhos procedentes dos barris e do depósito, eles são ensamblados e permanecem em depósito mais alguns meses, até sua completa integração e clarificação espontânea, para posteriormente proceder-se ao engarrafamento, com uma leve filtragem prévia.

sociedade-da-mesa

Cata

Vermelho-cereja de média intensidade, com reflexos arroxeados indicando certa juventude.

  • A primeira impressão no nariz fica marcada pelos torrados vindos da crianza. Em seguida aromas florais que lembram as violetas, e notas leves de especiarias.
  • Na boca continua marcada pelo torrado, unido a uma agradável frescura, com leves notas de frutas vermelhas e taninos muito vivos que irão ganhando suavidade e longitude no vinho.

Harmonização

Verduras e cogumelos grelhados ou uma salada de batatas são perfeitos como entrada.

Logo, como complemento, costelas de porco ou cordeiro também grelhados, acompanhados de purê de batatas ou com arroz, se optarmos pela salada de batatas de entrada. Confira uma deliciosa receita de bisteca com purê para acompanhar esse vinho! 

Temperatura

Degustar a uma temperatura compreendida entre os 15 e os 17ºC. Não será necessária sua decantação no momento.

Se for guardado, cada vez mais será necessária sua oxigenação prévia, portanto, nesse caso, é recomendável oxigená-lo em um “decanter” de fundo largo e esperar no mínimo 30 minutos antes do seu consumo.

Guarda

Este vinho está pronto para ser desfrutado, mesmo que se note ainda jovem, e com certeza vai melhorar na garrafa nos próximos anos.

Em boas condições de conservação, este vinho poderá ser consumido, no seu ponto ótimo, durante os próximos seis anos (2016 – 2022).

Texto: Alberto Pedrajo

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!
 

Vinhos EspumantePowered by Rock Convert