Texto: Priscila Urbano

A variedade da feijoada no Brasil

feijoada2Feita com ingredientes simples, mas que garantem uma deliciosa combinação. E, ao mesmo tempo, símbolo da culinária brasileira, a feijoada é um prato multicultural, pois ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, é um prato de tradição europeia com iguarias africanas, e não de origem escrava. No livro: Farinha, Feijão e Carne Seca – Um Tripé Culinário no Brasil Colônia, a autora Paula Pinto e Silva relata que cabeças, rabos e patas eram ingredientes disputados, inclusive nas mesas dos Senhores da época.

Atualmente, sabe-se que existem diferentes formas de preparo no serviço e receituário da feijoada. Isso devido ao vasto território brasileiro e seus respectivos ingredientes regionais.

Feijoada Mineira

Composta de feijão preto, folhas de louro, azeite, coloral, cebola, alho, pimenta-do-reino, um cálice de cachaça, salsinha, cebolinha e uma grande variedade de carne. Dentre as quais, carne-seca, lombo, costela de porco, linguiça portuguesa, linguiça calabresa, paio, pé de porco, orelha de porco, bacon e um rabo de porco. As carnes são cozidas separadamente do feijão. Ao final, todos os ingredientes são misturados numa única panela. E para apurar mais o sabor, pode ser acrescentado um pouco de molho de pimenta.

Feijoada Carioca

Como de costume para um bom carioca, a feijoada é composta de feijão preto, carne-seca, lombo salgado, costela salgada, bacon, linguiça calabresa defumada, cebola e alho triturado.

Vai à mesa dos botecos mais baratos aos restaurantes mais sofisticados. De verão a verão, todas as sextas-feiras. Seja uma simples confraternização, uma reunião ou uma desculpa para encontrar os amigos num domingo qualquer. Como diz a música de Chico Buarque – Feijoada Completa: “Mulher / Você vai gostar / Tô levando uns amigos pra conversar”. O que garante o sucesso da feijoada é o sabor e a ocasião.

Feijoada Baiana

Segundo a tradição baiana, a feijoada é composta de feijão mulatinho, carne de charque, toucinho, carne bovina, rabo de porco, orelha de porco, costela de porco, chouriço ou paio, tomate, cebola, alho, ramos de hortelã, extrato de tomate, folhas de louro e sal a gosto.

Tal produção começa dessalgando as carnes secas. Depois junta tudo numa panela e deixa no fogo até o feijão ficar macio.  Ao final, são acrescentados temperos para realçar o sabor, como tomate picado, cebola, alho, hortelã, pimenta-do-reino, extrato de tomate, louro e sal a gosto. Na hora de servir, é importante lembrar de seu principal acompanhamento, a farinha de mandioca.

Feijoada Paulista

Também conhecida como Feijoada Light, é composta de feijão preto, linguiça calabresa, linguiça portuguesa, carne-seca, lombo salgado, costela de porco defumada, paio, bacon, folhas de louro e caldo de carne. Inicia-se o preparo do prato com os cortes em cubos das carnes salgadas (lombo e carne-seca), que depois serão dessalgadas. Já no caso das linguiças, são retiradas as cascas e elas são cortadas em rodelas. O feijão é deixado 15 minutos de molho antes da cocção. Depois disso, em uma panela de pressão grande, são adicionados todos os ingredientes, cobertos com água, e deixados no fogo por 25 minutos após a pressão. Para finalizar, são amassados alguns feijões, é adicionado o caldo de carne e salga-se a gosto. A feijoada paulista deve apresentar um caldo bastante espesso e com carnes desfiadas, devido à longa cocção.

Dicas:

  • Na hora de selecionar o feijão, escolha os de casca brilhante e não murcha – isso garantirá a maciez e crocância do grão no produto final;

Se quiser preparar uma feijoada vegetariana, seja criativo e varie nas escolhas dos grãos, como fava, lentilha, grão-de-bico e feijão branco, assim como nos vegetais: vagem, nabo, couve-flor, abobrinha, repolhos e pimentões.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!

 

Vinho RoséPowered by Rock Convert