O livro dos recordes está recheado de marcas impressionantes no campo da gastronomia. Apesar do bolívar venezuelano estar em baixa, a maior moeda de chocolate do mundo – de 874 kg e 2 metros de diâmetro – foi preparada em Caracas, após 12 horas de trabalho. Já o título de maior cookie de chocolate (de 754 m2) pertence à americana Immaculate Baking Company. No quesito doce, também a Indonésia se superou, com seu bolo de 33 metros de altura e 20 toneladas. O Brasil entrou na publicação com uma pamonha gigante de 860 kg, confeccionada em Mato Grosso. Nosso vizinhos colombianos foram um pouco mais sofisticados: 100 kg de alho, 300 de cebola, 150 de limão, 60 de verdura, 550 de molho de tomate e mais de 1.000 de camarão, os ingredientes do coquetel de camarão mais avantajado que se tem notícia. E que tal um sanduba caprichado de 300 kg? Montaram em Toronto. Pra digerir tanto exagero, só mesmo com uma boa xícara de café. De preferência, aquela feita em San Juan, onde couberam 12.874 litros da bebida.

Texto: Fábio Angelini