Quem não gosta de um bife bem feito e delicioso? Bifes macios e suculentos são resultados de técnicas de cocção rápidas como grelhar, tostar, fritar e assar na brasa, portanto, com um pouco de prática, pode-se pôr na mesa uma boa refeição em menos tempo do que se gastaria para fazer um bom prato.

A ESCOLHA DE UM BIFE
Empórios de carne e açougues oferecem uma variedade grande de carnes de boa qualidade.

Veja sempre bifes frescos, bem vermelhos, com a aparência bem úmida e com a gordura lateral de cor clara (branca e creme claro).
Os bifes de melhor qualidade são os que possuem riscos finos de gordura branca entre suas fibras.

São chamados de marmorizados. Estas linhas de gordura dão mais sabor e maciez às carnes. Optando por grelhá-las, ou em um churrasco, essa gordura derrete. Assim, você consumirá uma carne magra e bem saborosa.

Um erro muito comum cometido pelo consumidor final é não transportar a carne do mercado até sua casa em sacolas térmicas apropriadas, lembrando que devem ser colocadas imediatamente na geladeira assim que chegam a seu destino. Também se deve ficar atento ao fato de que os bifes de supermercado podem permanecer na bandeja de isopor, mas os de açougue devem ser retirados do saquinho e colocados em recipientes com tampa.

Deixe uma parte reservada somente para eles em sua geladeira, de preferência na parte inferior do freezer. Desta forma evita-se a contaminação cruzada. Também é importante respeitar sempre o prazo de validade especificado na embalagem ou nunca ultrapassar 3 dias. Carnes que não são congeladas são mais saborosas por manterem os sucos. Faça-as sempre em temperatura ambiente, deixando-as fora da geladeira por 10 minutos.

outlook-728x90-6

Há inúmeras maneiras de preparar um bife suculento, mas para isso é necessário atentar-se aos cortes, pois a cada um corresponde um preparo diferente: do preparo para ser colocado no meio de um sanduíche ao preparo de um imponente prato.

T-bone – Grosso e suculento, fica melhor grelhado, frito ou em churrasco.
Bife de Alcatra – Pode ser substituído pelo contrafilé. Também fica muito bom grelhado, frito ou em churrasco.
Bife de Contrafilé – Ótima alternativa, menos dispendiosa que o filé-mignon, para bifes e saladas. Faz parte do clássico de restaurantes e botecos, o nosso bife com batata frita.
Bifes finos de coxão mole – Excelentes em sanduíches com ovos ou queijo, que podem ser servidos no prato acompanhados de salada. A fritura rápida é uma das melhores maneiras de fazer este bife, pois não resseca a carne.
Filé-mignon – Bom para pratos de cozimento rápido e sofisticados. Próprio para ocasiões especiais.

Texto: Eugenio Lorainev

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!