É com muito orgulho e prazer que apresentamos, nesta Seleção Obras-Primas, este grande vinho, o La Bogliona 2009 Barbera d’Asti Superiore. Um ícone que conseguiu fazer com que se falasse em outra uva na região, além da Nebbiolo, e também de Scarpa. Acontece que desde seu aparecimento, na década de 1960, Scarpa tem sido reconhecida como uma das referências da região nordeste da Itália. Um vinho de uma bodega excepcional, de uma variedade extraordinária, e de uma região vitivinícola que é referência mundial.

País: Itália

Região: Piemonte

Indicação Geográfica: Barbera d’Asti Superiore DOCG

Uva: 100% Barbera

Crianza: 36 meses de crianza em barril de carvalho francês

Álcool: 14,5 % vol.

Produtor: Antica Casa Vinícola Scarpa

O vinho

Com a maturação ótima, o enólogo seleciona as subparcelas de La Bogliona que serão destinadas a elaborar este Single Vineyard. A uva é vindimada à mão em pequenas caixas de 12kg e transportada para a bodega, onde é suavemente desengaçada e fermentada em depósitos troncocônicos de carvalho.
Após uma longa maceração pós-fermentativa, o vinho é suavemente prensado e devolvido para os depósitos de madeira, de onde é trasladado para barris de carvalho francês de 4.500 litros, do bosque de Allier, para ali permanecer por 36 meses. Outra das apostas desta bodega é a longa maturação em garrafa, ficando no mínimo três anos na bodega, em repouso na garrafa, até sua comercialização.

sociedade-da-mesa

Cata

Vermelho-rubi profundo, com lágrima que se destaca na borda da taça. Sejam pacientes: no nariz mostra-se inicialmente tímido, porém após a oxigenação na taça, surgem notas sugestivas, como chocolate negro, cerejas em licor, ameixas-passas, uvas supermaduras, tudo isso com uma madeira elegante. Na boca, ele se apresenta fino, delicado, profundo e com um centro admirável, que se alonga graças a taninos doces e perfeitamente integrados. Equilíbrio de fruta, crianza e muita paciência.

Harmonização

Sempre que selecionamos um vinho de Piemonte, não faço outra coisa a não ser pensar em manjares suculentos, que duram horas à mesa. Comer no Piemonte com os amigos e a família é um ato de liturgia, que nos faz percorrer a região gastronômica e enologicamente – começando com entradas regadas por um moscato d’Asti, para continuar com um suculento prato de carne com este delicioso La Bogliona 2009. Agora, guardem uma taça para continuar a conversa acompanhada por um queijo Parmigiano Reggiano e desfrutem deste “vino da meditazione” (vinho de meditação). Confira nossa sugestão de harmonização, filet com legumes. 

Serviço

Sua temperatura de consumo deve encontrar-se em torno dos 16 a 18oC. Não é estritamente necessária sua decantação. Mas sim abrir a garrafa com antecedência ao momento de consumo. Se optar por guardá-lo, cada vez mais será necessária sua oxigenação prévia. Portanto será recomendável oxigená-lo em um decanter de fundo grande, por 30 minutos antes do seu consumo. Atenção com a temperatura nesse caso.

Guarda

Pronto para ser desfrutado. Com a certeza de que sua passagem por garrafa permitirá que continue seu afinamento nos próximos anos. Em ótimas condições de conservação, poderemos consumi-lo, no mínimo, nos próximos 10 anos. (2016 – 2026).

Este Obras-Primas é um vinho maduro. Redondo. Com perfeita simbiose entre a fruta delicada. E uma elegância de taninos para desfrutar a cada gole.

Texto: Alberto Pedrajo

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

 

Vinhos EspumantePowered by Rock Convert