Todo barman vive de olho em suas bailarinas. E ai daquele que puser as mãos nelas. Não, não se trata de fetiche ou afinidade entre profissões. Muito menos do tão desejado “match” dos aplicativos e sites de namoro e relacionamentos.

A bailarina, no jargão dos alquimistas de balcão dos bares, é a chamada “colher de bar”. O nome (suposição nossa sem pretensão alguma), talvez venha de seu cabo, que apresenta um trecho curvilíneo e sinuoso, o qual lembra, de alguma forma, o movimento das graciosas dançarinas girando sobre o próprio eixo. A bailarina serve para mexer coquetéis no mixing glass, para separar as camadas de algumas obras-primas dos barmen e também para medir ingredientes: uma colher de bar de açúcar, por exemplo. É o mesmo raciocínio que usamos em outras colheres e medidas: uma colher de sopa disso, uma de chá daquilo ou uma colher de sobremesa de não-sei-o-quê.

barman23

Os utensílios de barman, embora em muitos casos sejam parecidos com aqueles que temos em casa (alguns são inclusive os mesmos), têm sua cota de glamour. Uma “aura” diferente, charmosa. Afinal, preparar bebidas com capricho e criatividade não é para qualquer um. A profissão exige habilidades manuais, estudo e conhecimento de bebidas e suas combinações. Assim, encontramos uma boa variedade de equipamentos, dos mais comuns aos mais específicos, como os condiment containers, estojos feitos em plástico e cheios de divisórias, onde os guardiões das ciências coqueteleiras guardam frutas e especiarias meticulosamente cortadas e preparadas para coquetéis.

Além destes, os magos que fazem a felicidade dos aficionados em drinks e coquetéis contam com outros gadgets no arsenal. Afora os tradicionais, como sacarolhas, coadores, espremedores, liquidificadores e outros “ores”, vamos visitar o lado de lá do balcão e conhecer os mais interessantes e curiosos.

sociedade-da-mesa

Coqueteleira: a alma dos domínios do barman, pode-se dizer. Usada principalmente para misturas mais difíceis, como coquetéis que levam leite, sal, açúcar e ingredientes de consistência mais firme. É feita de inox e existe na versão tradicional, que obriga o barman a manter o ritmo como se tocasse um chocalho de escola de samba, e na modalidade elétrica, que poupa músculos e mistura tudo num simples apertar de botão.
Mini tin: acessório acoplado à coqueteleira, para facilitar a agitação do líquido. É igual à coqueteleira, porém menor.

Juice Container: outro container? Yes! Este serve para o barman organizar, de forma fácil e intuitiva, os sucos que serão utilizados nos coquetéis. É feito de plástico e tem várias cores para identificar com rapidez o tipo de suco de cada um. Uma mão na roda (ou no copo) na hora do rush do balcão.

Mini-ralador: responsável por aquelas charmosas raspas fininhas de frutas ou especiarias que trazem delicados traços de aroma e sabores a algumas bebidas.

Picador de gelo: teve seus 15 minutos de fama com Sharon Stone no clássico Instinto Selvagem, que lotou os cinemas em 1992, e segue atrás do balcão. Forma um time refrescante e útil com o pegador e o balde de gelo. Nas mãos certas é inofensivo. Pegador e pá de gelo: a diferença entre um e outro é a quantidade. Nem precisamos dizer qual deles pega mais gelo, certo?

[widget id=”blog_subscription-3″]

Balde de gelo: tem dois tipos. O da Linha Mesa é aquele que vem na mesa, repleto de gelo e garrafas de cerveja. Já o da chamada Linha Bar é aquele que só o bartender põe a mão. Retangular e com furinhos na parte inferior, encaixa na cuba e escoa a água quando o gelo derrete.

Cuba: não é a da pia da sua cozinha, mas também não é exclusividade do bar. É aquele recipiente transparente que a gente coloca nas festas, para que cada um pegue sua cerveja ou refrigerante. No bar, recomenda-se bater o saco de gelo antes de colocar na cuba, para que as pedras fiquem mais soltas, facilitando o preparo dos coquetéis.

Dosador: o medidor do bar, geralmente de 50ml. Clientes mais desconfiados ficam atentos a ele, com receio de que algum barman de má fé “roube no jogo”. Os mais atirados estão sempre atrás do tradicional “chorinho”.

Dosador americano: mede os líquidos em onças (oz). Uma onça mede precisamente 29,5735295625ml. O dosador tem dois lados que se complementam formando uma medida de oz, como por exemplo, 1/3 de oz e 2/3 de oz.

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

Bar Caddy: um nome pomposo para o suporte organizador de canudos, guardanapos, mexedores etc.

Mixing Glass: o nome já diz tudo. É o copo de mistura do barman. Importante ser transparente, pra que ele enxergue o que está aprontando lá dentro.

Strainer: acessório encaixado ao mixing glass ou à coqueteleira. Serve para coar bebidas sem o gelo.

Tábua: utilizada para cortar as frutas. Feita em acrílico é melhor, mais higiênica e fácil de lavar.

barman

Service mat: uma engenhoca ingênua e higiênica, em forma de um pequeno tapete de borracha com cavidades, onde são preparados drinks e coquetéis. Também é econômica, pois ajuda o barman a controlar melhor seus estoques, porque as cavidades evitam o desperdício dos líquidos.

Shaker mat: ainda menor que o anterior, serve de suporte para a coqueteleira e a mini tin.

Speed opener: apesar do nome bonitão, é um abridor, mas um pouco diferente daquele que está na gaveta da sua cozinha. A peça permite que o barman abra garrafas enquanto faz os famosos Flair e Working Flair – malabarismos, trocando em miúdos.

Speed rail: outro nome moderrrno. Designa uma espécie de “trilho”, onde são guardadas as garrafas. Facilita a organização e agiliza a elaboração dos coquetéis.

And last, but not the least… Sua excelência, o socador. Sem ele a caipirinha nossa de cada happy hour não seria a mesma. Preferencialmente os barmen usam os de acrílico para esmagar as frutas e outros ingredientes.
Gostou da brincadeira? Acha que tem talento pra coisa? Monte um bar em casa e use a criatividade para fazer laboratório com os amigos. Só não vá usar o socador de alho na caipirinha. Cheers!

Texto: Paulo Samá

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!