Poucos ingredientes combinam tão bem na mesa contemporânea tech
quanto a tecnologia e a sustentabilidade. Isso já vem ocupando espaço em nossas cozinhas que, além de high-tech, estão se tornando verdes.

Vai além de trocar o fogão a gás pelo elétrico, separar o lixo reciclável do orgânico, priorizar eletrodomésticos com a etiqueta de eficiência energética ou não deixar a porta da geladeira aberta.

Novas propostas pipocam aqui e ali, pois a cozinha é o ambiente da casa que mais abusa dos recursos naturais. Veja o “The Kitchen Herb Garden”: mudinhas de temperos e verduras (colocadas em qualquer cantinho) têm um computador que cuida da água, da luz, dos nutrientes e
do calor necessários ao seu cultivo.

sociedade-da-mesa

Evolução da ideia é a auto-sustentável “cozinhaviva”, que pretende reproduzir os ciclos da natureza. A água escorre da louça, regando hortaliças e condimentos em vasos abaixo, e as sobras de comida vão da bancada para a composteira, virando adubo para as plantas dez dias depois. Menos gasto de energia, tempo e dinheiro. Mais planeta.

Texto: Fábio Angelini

Conheça as vantagens de fazer parte da Sociedade da Mesa, clube de vinhos! Associe-se!