A única coisa vulgar no Phaseolus vulgaris é o nome científico. Que, aliás, não é o único. Há variedades dele com o nome (nem um pouco vulgar) de Vigna unguiculata. Mas nosso ponto com esta observação é outro: essa excelente fonte de ferro, ultimamente andou valendo ouro. Logo ele, o feijão, unanimidade nacional eternizada no fraseado “Dez entre dez brasileiros preferem feijão” da canção “O Preto que Satisfaz”, composta por Gonzaguinha e cantada pelo grupo “As Frenéticas” na abertura da novela Feijão Maravilha, exibida lá nos idos de 1979.

feijao

Além do sabor, existem outras razões para tanta onipresença nas mesas. É bom deixar claro que a semente do feijoeiro (sim, o feijão é semente, apesar de parecer grão, e o feijoeiro é leguminosa) é uma potência em qualidades e benefícios. E isso quer dizer que aquela feijoada do sábado, regada a caipirinha e muita alegria, pode, sim, juntar o útil ao agradável, e a fome à vontade de comer. Claro, guardando-se as devidas proporções do exagero, do empachamento que às vezes fica após o ataque à (s) cumbuca (s), e da consciência pesada que a gente tenta esconder debaixo da almofada quando é nocauteado pelo sono (dá uma moleza, né?).

Mesmo assim, a popular “fejuca” continua tendo suas vantagens nutricionais. Como as refeições diárias e menos, digamos, comemorativas, que levam feijão, como o tradicionalíssimo arroz, feijão, bife e batata. Há ainda inúmeras receitas onde o feijão entra como astro principal e outras tantas onde é acompanhante, inclusive de macarrão (já experimentou preparar um fetuccine com molho de feijão e creme de cogumelos?). Tem mais: tutu, virado à paulista, doce de feijão, cassoulet, sopas e cremes, feijão tropeiro, tacos e por aí vai. A água vem à boca só de pensar.

FEIJÃO E ARROZ, DUPLA IMBATÍVEL EM SAÚDE
Quanto às características nutricionais, vale dizer que todas as versões de feijão têm componentes benéficos para a saúde. Do carioca ao fradinho, do bolinha ao jalo, do preto ao vermelho, passando pelos verdes, rajados, brotos de feijão, feijão azuki, feijão branco etc. Ele contém carboidratos e fibras, que ajudam a combater o colesterol alto, melhora o funcionamento do intestino e ainda auxilia você a evitar problemas cardiovasculares e outros mais sérios.

Além de ter baixos teores de sódio e gorduras, quando vem acompanhado de cereais como o arroz, forma um time campeão, oferecendo ao corpo uma proteína praticamente livre de gorduras. E esta é a melhor forma de consumo para o feijão. Quando combinado, ele é facilmente absorvido, ao passo que sozinho, nem todas as proteínas são digeridas pelo organismo. Você já deve ter ouvido por aí que um bom prato de arroz e feijão tem a mesma quantidade de proteína que um pedaço de carne, certo?

sociedade-da-mesa

Por fim, no quesito vitaminas e minerais, o Phaseolus vulgaris também tem muito a oferecer:

VITAMINAS

• A (retinol): faz bem para os olhos e contribui para uma pele mais bonita.
• B1 (tiamina): a vitamina dos calminhos, boa para combater o estresse.
• B2 (riboflavina): ajuda na cicatrização, crescimento e desenvolvimento.
• K: atuante na coagulação sanguínea e protege as artérias da calcificação. Contribui ainda para as funções cerebrais e nervosas.

MINERAIS

• Ferro: dá mais força para o dia a dia, deixa a gente cheio de energia e ajuda o oxigênio a circular no sangue.
• Manganês: um mineral cheio de funções. Antioxidante, ele combate os radiciais livres, reduz a possibilidade de tumores e trabalha junto com o cálcio, para manter os ossos firmes.
• Cálcio: protege contra a osteoporose e contribui para a boa visão.
• Fósforo: uma mão na roda para a memória.

Sem dúvida alguma, a composição do feijão, além de rimar, faz bonito em todos os sentidos: no prato, na mesa e, é claro, aí dentro de você. E o melhor: o fenômeno do superpreço, assim como o do tomate há alguns anos, parece ter retrocedido. Que continue assim. Senão, haja água para colocar no feijão, não só quando chega mais um para a refeição. Brasil sem feijão não é Brasil.

Texto: Renato Soares

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!