objeto-de-desejo

Feita com pouquíssimos ingredientes e de uma forma muito peculiar, a maionese é um molho utilizado como acompanhamento de diversos lanches. Como hambúrguer, cachorro-quente e em diversas saladas, como a clássica salada de maionese.

Feita com óleo ou azeite, ovo, sal, vinagre ou limão e especiarias, seu preparo envolve técnica e atenção. Pois é muito fácil de perder o ponto. Para contar mais sobre como preparar a iguaria, o chef João Severino da Silva, gerente de gastronomia da Lanchonete da Cidade, em São Paulo, indica alguns requisitos para quem quer aprender a fazer maionese em casa.

Silva revela que se a temperatura do ovo estiver gelada, é melhor para a emulsão ficar no ponto. “O óleo precisa ser colocado aos poucos e constantemente. A água e o óleo não se misturam. Porém o óleo, quando colocado aos poucos, cria bolhas em contato com a gema e deixa tudo em harmonia para que ocorra a chamada emulsão”. Explica.

Se a maionese for feita com gema pasteurizada chega a durar aproximadamente três dias se for refrigerada. E com gema de ovo natural deve ser consumida no máximo em até 24 horas. Informa o chef.

Sobre os pratos que mais harmonizam com a maionese, o chef diz que “sem dúvida no hambúrguer, com batata fritas, no cachorro-quente e acompanhando um petisco. Dependendo do sabor que se deu à maionese, pode ser servida em carnes grelhadas, peixes e aves, principalmente se as comidas forem empanadas”.

sociedade-da-mesa

O chef também dá dicas para ter uma maionese de sabor diferente em casa. “Cada pessoa escolhe o gosto que deseja ter em sua maionese. O processo do óleo e gema vai ser sempre o mesmo, o que muda são os outros ingredientes. Podem ser usados mostarda, páprica doce e picante, pimenta, conhaque, manjericão, alecrim, raiz forte, salsinha e outros temperos”, finaliza. Agora é só separar os ovos, escolher o sabor e se desafiar fazendo o molho!

Texto: Amanda Ivanov

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!