shutterstock_77557990-1A cada minuto em nosso mundo, 1.500.000 de cafezinhos são servidos e 300 litros de uísque, bebidos. Nada comparado aos 903.000 litros de Coca-Cola tomados, ou ao alimento mais requisitado do planeta, o leite e derivados (menos a manteiga): 1.150 toneladas consumidas. Mesmo tempo que o pão indiano naan demora para crescer em seu forno tandoori; ou que 21.000 pizzas saem de outros fornos; ou que 6.750 quilos de chocolate são produzidos.

Números pra lá de quentes, são os do fenômeno japonês Takeru Kobayashi: em ação promocional para divulgar o site “RecordSetter”, ele pôs goela abaixo 13 sanduíches de queijo completos, enquanto um chinês chamado Suo devorou 24 pimentas no frigir dos ponteiros, em competição na cidade de Lijiang. Para ele, iria muito bem o cooler portátil Spin Chill, que gela líquidos também em 60 segundos. Um minuto no Brasil? Vão 3.050 litros de cerveja e 700 pizzas. Na capital paulista? Cerca de 280 sushis.

sociedade-da-mesa

Após tamanha comilança, um pouco de squash, modalidade que mais queima calorias: são 850 por hora. Mas muito longe de desafogar as 210 toneladas/ minuto de carne de porco mastigadas do Chile ao Sri Lanka. É líder disparada, pois responde por 36% do consumo global de carne. Assim, chegamos ao fim do texto, 1.100 caracteres num minuto, a velocidade média de leitura da nossa língua.

Texto: Fábio Angelini

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!