Elegante e belo, eis um clássico da confeitaria que surgiu no final do Século XIX para homenagear a bailarina Anna Pavlova. A chef Luciane Daux conta essa história!

De acordo com Luciane Daux, formada pelo Italian Culinary Institute for Foreigners (ICIF), a sobremesa Pavlova remete aos países da antiga Cortina de Ferro. “Mais precisamente à Rússia, país de origem de Anna Pavlova, uma bailarina do final do Século XIX, famosa por sua bela interpretação na peça “A Morte do Cisne”, que rendeu muitos elogios”, explica.

Natural de Florianópolis (SC), colunista e professora, a chef Luciane conta que a origem do delicado doce seria a Austrália. Segundo ela, pela leveza do seu disco de merengue e beleza da sua decoração, que lembra um tutu (saia de tule usada no ballet), teria sido criada por um chef para homenagear a bailarina. “A receita traz algumas particularidades, como o acréscimo de vinagre (para a crocância externa) e amido de milho (para a sustentação da parte interna, que faz lembrar um pudim de claras)”, acrescenta.

Além disso, a decoração com frutas frescas costuma ter um padrão de círculos, embora elas possam ser mescladas. “Uma sobremesa elegante, que enche os olhos e sempre arranca elogios dos convidados”, comenta.

clube de vinhos

Receita Pavlova

Ingredientes
4 claras de ovos
16 colheres (sopa) de açúcar (4 colheres por cada clara)
1 colher (chá) de vinagre de vinho branco
2 colheres (chá) de amido de milho peneirado
Frutas variadas – sugestão: morangos limpos e cortados ao meio, kiwis, mirtilos, amoras, framboesas, polpas de maracujá

Ingredientes para o chantilly
250ml de creme de leite fresco
3 colheres (sopa) de açúcar
½ fava de baunilha (ou uma colher de chá de extrato de baunilha)

Modo de preparo
Bata as claras em neve. Ainda com a batedeira ligada, adicione o açúcar aos poucos. Quando as claras formarem picos firmes, adicione o vinagre e o amido de milho peneirado e bata um pouco mais. Forre um tabuleiro com papel vegetal. Com a ajuda de um prato, desenhe um círculo de 20cm de diâmetro no papel-manteiga e sobre o círculo, disponha a mistura de claras, formando um disco alto. Aqueça o forno a 180ºC por 10 minutos. Logo que colocar a Pavlova no forno, regule-o para 150ºC e deixe assar cerca de 30 minutos, ou até dourar levemente. Desligue o forno e deixe o disco de suspiro, retirando apenas quando estiver frio.

Assim que esfriar, coloque o disco no prato de servir. Abra a fava de baunilha com uma faca e retire as sementes. Bata a nata com o açúcar e as sementes de baunilha até ficar em chantilly e coloque sobre a base de claras. Decore com as frutas logo antes de servir e mantenha fora da geladeira. Acrescente groselha e flores comestíveis.

Rendimento: 6 a 8 porções

Texto: Simone Cunha

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!